sexta-feira, 5 de maio de 2017

Família abandona sítio por causa da seca e se muda em busca de vida melhor

Ana e família deixaram Petrolina, (PE), por causa da seca. 'Aqui não tem dificuldade de água, mas tem dificuldade de outras coisas, como trabalho.'









O "Profissão Repórter" da última quarta (3) mostrou como vivem os moradores do semiárido nordestino, que enfrentam a pior seca dos últimos cem anos. O período de estiagem afeta a vida de 23 milhões de pessoas. Já foram 600 mil animais perdidos só em Pernambuco e mais de 600 cidades em estado de emergência por causa da falta de água.
Pelo menos seis das 14 casas de uma área rural de Petrolina, em Pernambuco, foram abandonadas. Uma das resistentes é Jusci Cleide, que contou sua história no programa e mostrou que anda por 8km a cada dois dias para buscar água direto do rio São Francisco. Ao lado dela vivia uma família que atualmente mora em Juazeiro, na Bahia. Eles se mudaram por causa da seca. "A gente não sabia como que a gente se ajeitava ali", conta Ana. Entre filhos, noras e netos, são 20 pessoas.

"Aqui é muito diferente, muito bom mesmo! Seria melhor se lá tivesse por causa da terra." Eles vivem de bicos e dos R$ 350 do Bolsa Família. "Aqui não tem dficuldade de água, mas tem dificuldade em outras coisas, como trabalho", diz Ana.
http://g1.globo.com/profissao-reporter/noticia/2017/05/familia-abandona-sitio-por-causa-da-seca-e-se-muda-em-busca-de-vida-melhor.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays