sábado, 21 de maio de 2016

RETRATOS SEM RETOQUES (Artigo) Reeditado... Texto informativo, para refletir.




Política... para muitos um 'jeito' fácil de conseguir status, poder, ascensão social; em outras palavras: um jeito fácil de subir na vida.

O povo?
Para quem assim pensa e age, o povo que se dane. Na próxima campanha, se não reage, é ludibriado (enganado) novamente.
Até quando???

'Uma imagem vale mais que mil palavras'!


Algumas vezes já ouvi alguém falar que, quando há armários ou gavetas bagunçadas em nossa casa, isso significa que nossa 'cabeça' não está tão bem, ou seja, a desorganização da casa está relacionada com a 'desordem' mental.

A grande maioria de nós certamente conhece esta frase:
'Uma imagem vale mais que mil palavras'.
E esta:

'A primeira impressão é a que fica'.



 (Imagem do Google)

Prédios públicos deteriorados ou mal conservados refletem por vezes, o abandono, o descaso ou o caos em que se encontra a 'administração' pública municipal. 
Pense nisso!

Quando vou a Natal (RN) e vejo a praça da 'Cidade da Esperança', bairro bastante populoso da capital potiguar, fico triste pela situação deplorável em que a mesma se encontra. 
(Imagem abaixo)























Um espaço que deveria ser conservado e preservado para servir à população, encontra-se com os bancos quebrados, iluminação péssima, falta de capinagem etc. Certamente, em outros bairros residenciais de Natal, há outras tantas praças totalmente abandonadas pelo poder público municipal.

Lamenta-se pelos moradores e principalmente pelas crianças e jovens que não tem acesso a um lugar decente para brincar, conversar, enfim, a população perde o espaço de lazer e convivência.

A introdução (início) deste texto citando
'lugares' abandonados, foi, propositadamente, para trazer à tona assuntos como estes.

Mas... 
você que está, por acaso lendo estas linhas, não pense que 'irresponsabilidades' na gestão pública é privilégio apenas das capitais e grandes cidades. Eu digo que nas grandes cidades tudo é 'grandioso', 'monumental': pobreza, miséria, obras, investimentos, riqueza etc. Entretanto, nas pequenas cidades, os descasos também existem:

- Ruas sem pavimentação
- Esgotos correndo a céu aberto
- Lixo acumulado em locais impróprios


- Faltam áreas de lazer...
- Há escolas sem reformas e prédios públicos deteriorados
- Educação ineficiente
- Saúde precária, inclusive há falta de medicamentos para as pessoas que não tem condições de comprar
etc... etc, etc.













As duas imagens são atuais, de Sertãozinho - PB. 
Retratos de uma administração que não prioriza, não respeita os direitos da população, nem tão pouco sente 'remorso' pelos descasos praticados, pelo abandono, a omissão, (principalmente para com as pessoas que mais necessitam de assistência e demais serviços públicos) ao invés de cumprir promessas do tempo da campanha.

 Estamos em um ano eleitoral, no qual, a 'campanha' ainda está 'distante', mas a pré-campanha já iniciou desde o primeiro trimestre de 2016.

Vereadores, suplentes, pré-candidatos a prefeito e a vereadores e cabos eleitorais estão se mobilizando através de visitas às ruas e sítios, conversando com os moradores, na tentativa de apresentar e defender os nomes de seus pré-candidatos.

A 'situação' (grupo de pessoas ligado à administração atual) divulga e 'enaltece' as 'ações' realizadas (mesmo que essas sejam poucas), na tentativa de convencer os eleitores a aderirem à sua chapa futura, para eleger o sucessor e sua bancada de vereadores.

A oposição (grupo de pessoas que discordam da administração) defende seus pré-candidatos, mostrando as falhas e descasos da gestão atual, e apresentando as 'melhores' propostas para o futuro mandato.

Para a população, entre quem já está no poder há alguns anos e quem ainda não foi eleito, não é difícil fazer uma boa análise para, futuramente fazer a escolha nas urnas. Existe a real possibilidade de se acreditar nas propostas de governo, de quem, com seriedade vem para fazer a mudança que o município precisa... ou acreditar em quem, por 12 anos, vem ganhando as eleições com propostas que, na maioria, não passam de discursos vazios.

Autora:

Aparecida Ramos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays