sábado, 21 de maio de 2016

POR: JOSÉ ESTANISLAU FILHO - PASSOS NA ESCADA








Ouço passos na escada...
É noite e há silêncio.
Fico quieto ouvindo os passos ritmados
subindo a escada.
É uma mulher que vem
com sapatos de salto ato.

No silêncio noturno meu coração
bate batidas aceleradas.
Na noite silenciosa estou só.
A vela bruxuleia sobre a mesa
em cúmplice solidão.

Ouço passos na escada,
prenúncio de minha
derradeira noite de espera...
É ela que vem para pôr fim
aos meus dias solitários...

Reconheço seus passos decididos.
Vem com seu vestido negro
balançando os quadris
com uma expressão de amor.

Espero a campainha tocar.
Sei que é ela chegando
com seus cabelos longos
ligeiramente encaracolados
com um sorriso suave
para me acalmar.

Continuo paralisado
atendo aos leves passos
subindo a escada
na noite silenciosa e fria.

A minha hora se aproxima
mas os passos dela subindo a escada
parecem não ter fim.
Sei que vem com lábios de carmim
olhos meigos
elegante e sedutora.
Deixarei que ela me conduza
ao quarto e me coloque
sobre a cama com candura.

Meus tristes dias logo logo
terão fim
pois ouço o toque de seus passos
ecoando na escada.
É ela finalmente vindo a mim
e quando ela me tocar
meu coração deixará de bater descompassado.
Quando ela pousar seus doces lábios
sobre os meus
meu coração silenciará.

É ela sim...
Reconheço bem seus passos na escada.
É ela que vem
meu pássaro noturno.


Esta crônica está em meu livro Filhos da Terra - Edição do Autor - 2009


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays