Pular para o conteúdo principal

Papa pede solução para crise na Venezuela


Da Agência EFE


Papa Francisco na Via Sacra
O papa Francisco está preocupado com o futuro da Venezuela  EPA/Alessandro di Meo/Agência Lusa























O papa Francisco pediu hoje (6) que os bispos venezuelanos façam o possível para estabelecer pontes entre o governo do presidente do país, Nicolás Maduro, e a oposição visando solucionar a crise interna, informou a Conferência Episcopal da Venezuela.
Ela publicou uma carta que o papa enviou aos bispos venezuelanos. No documento, Francisco se solidariza com as "dificuldades" que todos estão atravessando e agradece pela "contínua luta em evitar qualquer forma de violência, em respeitar os direitos dos cidadãos e em defender e promover a dignidade humana e os direitos fundamentais".
"Igual aos senhores, estou convencido de que os grandes problemas da Venezuela só podem ser solucionados se houver vontade de estabelecer pontes, de dialogar seriamente e de cumprir com os acordos firmados. Exorto-lhes a continuar fazendo o máximo necessário para que esse caminho seja possível", diz a carta.
Dor e violência
O papa afirmou que segue preocupado com a situação do povo venezuelano e expressou uma "profunda dor pelos enfrentamentos e pela violência". Nos últimos dias, 37 pessoas morreram e mais de 700 ficaram feridas em uma onda de protestos que tomou as ruas do país.
"A violência não ajuda a solucionar os problemas, só provoca mais sofrimento e dor", afirmou o papa, agradecendo as iniciativas dos bispos para fomentar a generosidade e a solidariedade entre os venezuelanos.
"Queridos irmãos, quero animá-los para que não permitam que os amados filhos da Venezuela se deixem vencer pela desconfiança ou a desesperação, pois essas são doenças que penetram no coração das pessoas quando não veem perspectivas de futuro", conclui a carta.
No último dia 30 de abril, Francisco já tinha pedido ao governo e à sociedade venezuelana para colocar fim aos episódios de violência. Além disso, o papa destacou a necessidade de soluções negociadas e o respeito aos direitos humanos no país.
Edição: Kleber Sampaio

Comentários

Eles estão caçando gays

Dia dos namorados - Acróstico

D.e repente você sente algo por outra pessoa... I.maturo(a), no verdor da juventude, sente-se  A.traído por alguém, que será seu primeiro namorado(a).
D.urante o namoro, uma fase linda, maravilhosa, mágica, O.nde tudo parece perfeito e infinito, nascem os S.onhos, que  embalam mais o encantamento do casal.
N.ada se compara à felicidade de um amor verdadeiro... A.inda sendo “difícil”, vale insistir viver uma bela história, M.as, precisa ser um amor livre. independente, só seu. O.amor nos prega peças muito difíceis de esquecer! R.aramente vive-se o amor com a mesma intensidade. A. rotina "corrói", destrói, a relação fica “insuportável”. D.evemos zelar como se fosse uma plantinha, O.s sentimentos que um dia nos uniram ao ser amado! S.e não sobrar amor, deve haver respeito e amizade.
Isis Dumont http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/publicacoes/editor.php?acao=ler&idt=4338424&rasc=0

Dent: A doença que, de tão rara, obriga uma mãe a buscar sozinha os recursos para a cura

Direito de imagemEVA GIMÉNEZImage captionEva faz sua própria odisseia para financiar pesquisas para a cura da doença de Nacho "Mamãe, vão me picar hoje?". "Sim", responde Eva Giménez sem hesitar. "Hoje você será picado, Nacho." "Mamãe, por que eu vou tanto ao hospital e as crianças da minha turma não?" "É porque você tem a doença de Dent. Não sabe?" "Ah, sim, claro, mamãe, por isso. Ok, ok." Nacho mora na Espanha, tem 7 anos e sonha em ser jogador de futebol, mas está proibido de correr ou jogar bola, exceto por um curto período de tempo a cada duas ou três semanas. Tudo porque sofre de uma grave osteoporose. "Nós vamos dois dias ao hospital e três dias à escola", explica Eva ao telefone à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC. Mas ressalta que "Nacho é o garoto mais feliz do mundo". "Queríamos que Nacho vivesse suas limitações e sua doença com alegria, porque não é algo passageiro. É para a vida toda…

Empatia, flexibilidade, cooperação: pesquisa de Harvard explica por que habilidades sociais ganham força no mercado de trabalho

Direito de imagem


Direito de imagemGETTY IMAGESImage captionProfessor de Harvard analisou o mercado de trabalho americano entre 1980 e 2012 A automação "engole" empregos ao redor do mundo, mas ainda está distante de substituir trabalhadores que combinem diversas habilidades complementares entre si - em especial habilidades sociais, como a capacidade de escutar e de trabalhar eficientemente em equipe. A explicação é do pesquisador David Deming, professor de Políticas Públicas, Educação e Economia na Universidade Harvard e autor de um estudo chamadoA crescente importância de habilidades sociais no mercado de trabalho, publicado em maio. Na pesquisa, que compila dados do mercado de trabalho dos EUA entre 1980 e 2012, ele nota um aumento na oferta de empregos para funções que requerem alto grau de interação humana, como gerentes, professores, enfermeiros, médicos e advogados. Enquanto isso, empregos puramente técnicos e de baixa interação humana, ocupados por exemplo por matemátic…

Incêndio florestal deixa 62 mortos e 59 feridos em Portugal

Mais da metade das pessoas morreu carbonizada dentro de seus carros em uma estrada tomada pelas chamas. Autoridades já afastaram a hipótese de incêndio criminoso

Bombeiros combatem incêndio na região central de Portugal, neste domingo (18) (Foto: Rafael Marchante/Reuters)
Um incêndio florestal de grandes proporções matou 62 pessoas e deixou 59 feridos em Pedrógão Grande, na região de Leiria, no centro de Portugal, segundo balanço oficial divulgado pelo jornal português “Público” na manhã deste domingo (18). Autoridades já afastaram a hipótese de incêndio criminoso. Mais da metade das vítimas (30) morreu carbonizada dentro de seus carros na estrada entre Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra, que foi tomada pelo fogo no sábado (17). O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, informou que, entre os feridos, 18 foram levados para hospitais. Quatro bombeiros e uma criança estão em estado grave. O número de mortos ainda pode aumentar.
VEJA FOTOS
O diretor nacional da P…

Deixar a mente fluir