terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Flor do Destino (Dueto) Com poesia... Bom dia!!!!



 Imagem relacionada

Invade-me um breve sussurro (Ademar Siqueira)
Tão sutil que quase não é possível ouvir (Isis Dumont)
E minha quietude me deixa (A)
Ainda mais plácida... (I)
Como uma brisa mansa que chega (A)
Ao regato e pede para repousar sobre águas mais tranquilas, (I)
Dizendo-me de coisas (A)
Que eu nunca ouvira de ninguém (I)
São coisas que me encantam (A)
Deixam minha alma mais enternecida (I)
E me fazem recordar (A)
Retalhos de minha história lá atrás (I)
É a tua voz que veio e ficou sussurrando (A)
Tão doce, tão suave, tão bela... (I)
Falando baixinho (A)
Dizendo-me coisas que eu sempre quis ouvir (I)
Me ouriçando, (A)
Soprando igual vento ousado em meus ouvidos (I)
Me arrepiando, (A)
Me levando a imaginar doces momentos (I)
Me fazendo imaginar... (A)
Como seria minha vida junto a ti. (I)
Você tão cândida, como minha poesia (A)
Você tão lindo, atraente feito raio de sol (I)
Esplêndida, como a luz do dia (A)
Envolvente, como o mais apaixonante poema de amor (I)
Serena, um encanto doce (A)
Tranquilo, um sonho a imaginar (I)
Te sinto tão plena (A)
Te sinto inteiro (I)
Como se já fosse (A)
Minha realidade (I)
A primavera estação da Flor... (A)
Da Flor (rara) que brotou no jardim da poesia (I)
A flor do nosso amor (A)
Do amor que ao universo encantou. (I)

******************************
Por: 
Ademar Siqueira e Isis Dumont
Recanto das Letras.
Grata por compartilhar comigo sua doce inspiração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays