terça-feira, 8 de novembro de 2016

Magno Malta critica proposta de aumento do teto salarial


   
Da Redação e Da Rádio Senado | 08/11/2016, 17h30 - ATUALIZADO EM 08/11/2016, 20h47









Após criticar a pretensão de aumento salarial defendida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, o senador Magno Malta (PR-ES) sugeriu uma redução nos salários pagos nos três poderes como forma de ajudar no ajuste das contas públicas.
Ele disse que não é o momento de haver aumento no teto salarial. A redução é que seria o correto, já que o país está numa situação trágica, afirmou, lembrando que esse quadro é decorrente dos erros cometidos pelo governo passado.
— Reduzir salário por 20 anos: 15 mil reais está bom demais para senador, está bom para deputado federal, está bom para ministro de tribunal superior. Ora, se tem cidadão vivendo e convivendo com a sua família ganhando 800 reais, mil e 200 reais. Alguns pagam aluguel.
Magno Malta também rebateu as afirmações dos que são contra a Proposta de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos, sob a alegação de que a PEC vai prejudicar os mais pobres. Ele afirmou que os pobres foram prejudicados pelo desajuste das contas públicas, que deixou 13 milhões de desempregados e resultou no aumento da inflação.
O senador ainda criticou a ocupação das escolas por estudantes, o que impediu que muitos alunos fizessem a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays