terça-feira, 8 de novembro de 2016

Hillary x Trump: a 'mensagem do povo alemão' aos americanos que se tornou viral


Meme que viralizouImage copyrightJOHAN FRANKLIN
Image captionMeme atribuído "ao povo alemão" viralizou e gerou muita controvérsia nas redes
"Sigam em frente, votem no cara que fala alto e odeia minorias, que ameaça oponentes de prisão, não dá a mínima para a democracia e diz que, sozinho, consegue dar um jeito em tudo. O que poderia dar errado?"
Esta mensagem, que compara a campanha do candidato republicano a presidente dos EUA Donald Trump com o Adolf Hitler da Alemanha da década de 1930, foi compartilhada por milhares de pessoas nas redes sociais nos últimos dias.
O homem que criou a publicação disse estar satisfeito por ter começado uma das "discussões mais civilizadas" das eleições nos Estados Unidos, que acontecem nesta terça.
O usuário do Twitter, que assegura se chamar Johan Franklin, publicou a mensagem aos americanos na última sexta-feira em nome do "povo alemão", perguntando aos americanos "o que poderia dar errado" caso votassem no candidato republicano.
Donald TrumpImage copyrightAFP
Image captionA carta compara Trump a Hitler - o que irritou muita gente
A mensagem apareceu junto à hashtag #beentheredonethat ("já estive nessa situação e fiz isso", em tradução livre) e viralizou imediatamente em diversas redes sociais.
O caso levou alguns a criarem memes comparando Trump a Hitler. Mas também houve críticas à associação dos dois personagens.
Franklin, que é alemão e trabalha em San Diego (Califórnia), defendeu sua publicação em entrevista à BBC.

'Me assustei'

"Não teve tanto a ver propriamente com Trump, mas com o fato dele continuar ganhando seguidores, independente do que dizia ou fazia."
"Me assustei quando tentei conversar com seguidores de Trump dentro do meu círculo de amigos e colegas e comecei a enxergar paralelos com o que meus avós e outras pessoas mais velhas me contaram sobre o que aconteceu na Alemanha durante os anos 1930", continuou.
"A publicação se tornou popular quando foi compartilhada por um seguidor da democrata Hillary Clinton, rival de Trump."
Depois que o tuíte viralizou, Franklin explicou noutra mensagem por que havia feito a comparação: "Claro que não posso falar por toda a população alemã. Usei essa linguagem como forma de trazer drama e ênfase ao post".
Ele continuou, frisando: "Não dá para comparar Trump (ou quem quer que seja) ao monstro que foi Hitler".
"Mas vejo muitas similaridades na maneira como Trump e Hitler ganharam visibilidade e reuniram seguidores, apesar de tantos sinais reveladores de que nem tudo estava bem."
Leia mais:
http://www.bbc.com/portuguese/brasil-37867078

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays