terça-feira, 19 de abril de 2016

O VALOR DE ESTADO DE GRAÇA.






Tenho visto que é cada vez mais comum as pessoas não saberem o que é o
estado de graça, sendo que é um conceito fundamental para a vida espiritual.

O estado de graça é o estado em que estamos na graça de Deus. O que é isto?

Precisamos voltar lá atrás no dia do nosso batismo.
O batismo tem um valor impressionante:

- com ele, Deus começa a morar na nossa alma;
- com ele, recebemos uma chuva de graças;
- com ele, recebemos um recipiente para acumular as graças que Deus nos dá
- e esta graça que recebemos é, vejam só, uma centelha da natureza divina;
- a quantidade de graças (de centelhas de natureza divina) que recebemos no
batismo é tão grande que nos tornamos "filhos de Deus"; antes nós não éramos
propriamente "filhos de Deus", pois entre nossa natureza e a natureza divina havia uma distância muito grande; mas como recebemos muita "natureza divina" no batismo, nos tornamos "filhos de Deus"
- a graça, sendo natureza divina, é o maior dom que Deus pode nos dar; e deixa a alma num estado tão especial que Deus, a Santíssima Trindade, passa a morar nela.

Sendo assim, que mais queremos do que ter a graça na alma e, junto com ela, o próprio Deus, que é a fonte do Amor, da Paz, da Alegria, da Força etc?

Isto é o estado de graça!!!

É o estado que Deus deseja como estado mínimo espiritual para todos nós. Mínimo, pois Deus quer que a graça continue a ser recebida e acumulada na alma para que nos pareçamos cada vez mais com Ele.

O ideal de todo cristão é permanecer em estado de graça. E, mantido este estado, crescer e crescer cada vez mais na graça.

Mas o estado de graça pode ser perdido. Toda a graça acumulada na alma pode ir embora e Deus deixar de morar conosco.

Quando isto acontece? Quando ofendemos gravemente a Deus. Deus pensa assim: como posso estar na alma de um filho meu e meus dons, que é a graça, se este filho me ofendeu gravemente? Então o que Deus faz, se o ofendemos gravemente, é ir embora da nossa alma, levando embora também a sua graça.

Neste sentido é muito importante saber quais são as ofensas que Deus considera graves e estarmos atentos para não cair nelas. Deus considera grave, entre outros pecados:
- não ir à missa no domingo sem ter uma justificativa séria (doença, impossibilidade física etc)
- pecar contra a castidade (é muito importante ler o Catecismo da Igreja Católica, os números 2351 a 2356 e 2514 a 2517, para ter um esclarecimento nesta matéria, saber quais são os pecados contra a castidade, pois a ignorância neste campo é muito grande hoje) (http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p3s2cap2_2196-2557_po.html)
- consentir no ódio por alguém
- consentir no desejo de fazer um mal grave a alguém
- e outros pecados graves como matar, roubar etc

O que fazer se, por algum motivo, ofendemos gravemente a Deus e perdemos o estado de graça? O que temos que fazer é recuperá-lo o quanto antes, arrependendo-nos  dos nossos pecados e fazendo uma boa confissão.

Façamos o propósito de viver sempre em "estado de graça"!!! É o estado mais precioso que podemos viver aqui na terra, pois nele temos os maiores dons que possamos almejar: Deus morando em nós e a sua graça. Vale a pena!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays