segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

João Pessoa capacita profissionais da educação infantil sobre microcefalia

Neuropediatra e biólogo ministraram palestras.
Mais de 200 profissionais da educação infantil participaram.



Do G1 PB





A Secretaria de Educação de João Pessoa realizou, nesta segunda-feira (21), uma reunião com mais de 200 profissionais da educação infantil sobre o atendimento das crianças com microcefalia na cidade. A neuropediatra da rede municipal Maria Celeste Dantas e o gerente de Vigilância Ambiental da SMS Nilton Guedes ministraram palestras dando orientações sobre a acolhida dessas crianças no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM).
Ainda segundo Edilma, todas as secretarias do município estão trabalhando em conjunto no combate ao Aedes aegypti e também para tratar os bebês que nasceram com microcefalia. “A Secretaria de Educação é uma secretaria estratégica, tanto do ponto de vista da educação da população como também para garantir a acolhida desses bebês que foram vítimas do Zika vírus”, disse.O objetivo da atividade é preparar os profissionais das escolas e dos Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) para acolher as crianças com microcefalia, como também capacitá-los para orientar pais e alunos no combate ao mosquito nas comunidades.

“Essa reunião é mais de orientação e preparação para que os profissionais de creche que vão receber essa primeira demanda, em específico os nossos berçários, eles estejam preparados para acolher a criança oferecendo a ela um serviço digno para que elas possam desenvolver suas potencialidades, mesmo sendo sequeladas. E é isso que a gente vem fazendo na rede”, explicou a secretária de Educação, Edilma Ferreira.

De acordo com o último relatório do Ministério da Saúde, divulgado na última terça-feira (15), a Paraíba tem 19 casos confirmados de microcefalia relacionada ao Zika vírus e 371 notificações de suspeitas da malformação. Deste total, 322 seguem em investigação e em outros 30 casos já foi descartada a relação da malformação com o Zika vírus. O órgão também informou que investiga quatro mortes no estado.
tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays