domingo, 22 de novembro de 2015

Bruxelas amanhece em estado de alerta por ameaça de atentados

Capital belga tem lojas fechadas, shows cancelados e transporte paralisado.

Policiais procuram suspeito de atentados que deixaram 130 mortos em Paris.
22/11/2015 08h04 - Atualizado em 22/11/2015 13h33

Bruxelas amanhece em estado de alerta por ameaça de atentados

Capital belga tem lojas fechadas, shows cancelados e transporte paralisado.
Policiais procuram suspeito de atentados que deixaram 130 mortos em Paris.

Bruxelas segue em alerta máximo e busca terrorista (Foto: AP Photo/Geert Vanden Wijngaert)Bruxelas segue em alerta máximo e busca terrorista (Foto: AP Photo/Geert Vanden Wijngaert)
Bruxelas amanheceu neste domingo (22) em estado de alerta máximo pelo segundo dia consecutivo, cheia de policiais pelas ruas, com lojas fechadas e transporte parado. O governo teme o risco de um atentando com armas e explosivos como os que ocorreram em Paris.
O alerta contra o terrorismo foi elevado na madrugada de sábado ao nível quatro, o mais alto, na área metropolitana de Bruxelas, enquanto a polícia procura um terrorista fugitivo, suspeito de participação nos ataques de 13 de novembro, que deixaram 130 mortos e mais de 300 feridos em Paris.
Há "risco de atentado por parte de indivíduos com armas e explosivos" em "vários lugares da capital", afirmou o primeiro-ministro belga, Charles Michel, que pediu à população para evitar comparecer a shows, grandes eventos, estações de trens aeroportos e transporte público.
O alerta de nível 4 se estende a toda a região de Bruxelas e em Vilvorde, um município na periferia da capital, de onde saíram vários jovens que se radicalizaram. O restante do país permanece em alerta de nível 3.
O principal suspeito buscado pela polícia na Bélgica é Salah Abdeslam, um dos autores do massacre de Paris. Ele deixou a capital francesa de carro, detidas depois na Bélgica.
Um terceiro suspeito foi preso em território belga, e em sua casa foram encontradas armas de fogo.
Após ficar claro que os fugitivos estavam conseguindo cruzar fronteiras, a União Europeia decidiu reforçar o controle migratório entre seus países e estuda modificar o acordo de Schengen, que permite a livre circulação no bloco de nações.
Policiais patrulham rua no centro comercial de Bruxelas, que segue em estado de alerta (Foto: Youssef Boudlal/Reuters)Policiais patrulham rua no centro comercial de Bruxelas, que segue em estado de alerta (Foto: Youssef Boudlal/Reuters)

tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays