domingo, 6 de setembro de 2015

Por onde eu for


Onde vou, carrego comigo as cores do campo.
Do campo de onde vim, de onde vieram minhas raízes.
Levo também o canto tão diversificado, dos
pássaros que me ensinaram a cantar...
Não deixo que se percam pela estrada os conselhos de
pessoas que se preocuparam em me proteger, quando eu
não sabia nada da vida...
Daquelas pessoas, guardo os ensinamentos e a saudade,
porque já se foram...
Do campo que me viu crescer, conduzo a sensação, 

certeza da infância saudável que, felizmente, 
me foi proporcionado...
Das dificuldades, a gratidão por haver superado, 
crescido e amadurecido...
Das sementes que semeei e prosperaram, colhi flores. 

Delas extraio perfume e cores, que tingem meus 
versos e perfumam a vida.
***********************************************
isisdumontprosaeverso.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays