O PEQUENO PRÍNCIPE, sob a 'ótica' de Rafa Risse

Fui assistir O PEQUENO PRÍNCIPE 2015
Olha, de coração mesmo, eu particularmente, já fiz muitas críticas, muitas mesmo.
Críticas de filmes românticos (que tem que ter uma certa ternura para fazer tal ato), críticas de filmes loucos (que tem que se ter uma certa loucura para se fazer também), filmes de ficção científica ( que aí sim, você tem que ser BEEEEEEM louco pra fazer), mas em especial, esse filme do Pequeno Príncipe, estou sentindo uma certa dificuldade em iniciar minha critica, e olha que eu gosto de escrever e de falar PARA CARAMBA , hem...
Bom, e para mim, particularmente, fazer essa crítica, é um ato de coragem, por outro motivo também. É que tive que ir assistir DUAS VEZES esse filme.
rsrsrsrsrsrs
Calma, vou explicar...
É que, eu tinha me esquecido, mas eu tinha tomado um remédio que faz com que você fique meio lento, meio lerdo, meio abestalhado, meio... sei lá, só sei que o médico passou para que eu parasse com as dores nas costas e retornasse á natação. E funcionou. Mas o efeito co-lateral, se é que eu posso chamar assim, efeito co-lateral, é esse, de te deixar lento e com sono. E infelizmente, com 20 minutos de filme ZZZZZzzzZZZZzzzzzZzzzzzZZzzzzZZzz...
Caiu o gigante !
Fui acordado pelo “lanterninha”. É lanterninha que se dá o nome ainda? Bom, se não for esse nome, vamos batizar como se fosse, beleza? Fica assim então, eu e você, vamos chamar de “lanterninha”, belezinha? É que são aquelas pessoas que limpam, cuidam, orientam a entrada e saída das salas do cinema. Antes, eram chamados de lanterninhas, hoje, mudou tudo. Até nós mudamos, né?
Pois bem, fui acordado por um deles JÁ NO FINAL DO FILME e perdi o filme por completo...
Mas beleza, até quem não toma remédio algum, dorme no cinema também, eu vejo sim, direto isso acontecendo...
Mas, tudo bem...
Fui na segunda vez ao cinema, e aí sim, CONSEGUI ASSISTIR O PEQUENO PRÍNCIPE!
Podem se levantar aí onde vocês estão agora?
E aplaudir?
Mais ainda vai...
Por favor?
De pé?
Vai lá vai...Eu espero !
Ó, to vendo hem !
Pois bem, agora sim, SEM DORMIR, consegui assistir a esse filme tão falado entre os livros mundiais(modinhas) que vemos por aí.
Mas mesmo não lendo o livro, mesmo não tendo o gostinho de ter observado os detalhes do livro, senti que a história foi alterada....
Mas, pra quê saber se foi mudada ou não? Estamos falando DA MINHA PRIMEIRA VEZ QUE VEJO ESSA HISTÓRIA RECONHECIDA MUNDIALMENTE.
Bom, como no começo desse texto, eu disse que para falar de romance, você tem que estar amando, para ver filmes de terror, você tem que ter “estômago” rsrsrs, para ver filmes de ficção científica, você tem que ser LOUCO, nesse momento aqui, eu não serei mais EU, e sim, eu serei um pequenino, sim um moleque...
Aquele moleque lá de trás em que a mãe não teve a oportunidade de entrar assim como estou entrando agora, no mundo da literatura, e por isso, ele não me apresentaram O PEQUENO PRÍNCIPE.

Então, o que me resta? O que me resta?
Simples...
USAR A IMAGINAÇÃO !
Vem comigo.
Ah, antes de iniciar essa viagem pelo meu mundo imaginário com o pequeno príncipe, gostaria de relembrar que estou montando um grupo no whats de CULTURA, ali compartilharemos de músicas, vídeos emocionantes, fotos de centros culturais, exposições, peças teatrais, livros e tudo o que estiver rolando em cada estado em termos de culturais, ok? Quem desejar, deixa um comentário com o seu Zap, ou mande um Whats pra mim (21) 98858-5262 e deixa o seu nome que te add. Belezinha?
Pois bem, agora vamos começar?
Terá spoiler, ok?

Bom, quem está falando agora, não é esse rapaz de 34 anos, e sim, um moleque de 12, ok? Belezinha? Poderia abstrair junto comigo? Vamos decolar nessa nave?
Olha, no começo, o questionamento da jibóia foi ótimo !
É o primeiro “choque” que o filme apresenta entre “Crianças X adultos”, ou seja, o mundo infantil X o mundo adulto.
Foi 10, esse exemplo....
E aqui, embora eu pedi para que vocês, juntamente comigo, viessem como criança ler essa crítica, permita-me retornar aos meus 34 anos novamente? Só nessas poucas palavras. É que o filme fala de um modo a fazer uma crítica do mundo capitalista, ele diz “O mundo se tornou muito adulto”. Ora, a história foi escrita FAZ TEMPO PARA CARAMBA, já teve desenho, animações, quadrinhos, séries, enfim...Um montão de mídias anos após anos. E não é que estamos vivendo hoje, 2015, uma vidinha chata?
As crianças se resolvem tão facilmente em suas questões, e nós, demoramos tanto.
Isso sem se falar do “politicamente correto” que já está na hora de pessoas tomarem a iniciativa de ROMPEREM COM ESSA DESGRAÇA que tanto atormenta comediantes, artistas, atores, peças teatrais, enfim, a arte como um todo. Brincadeira sempre foi brincadeira E SÓ. Ponto final...Tem nada de achar que é verdade. Por isso o filme diz “O mundo está muito adulto”.

Bom, to voltando pros meus 12 anos, ok?
Pois bem, no filme, é estranha a sensação de uma “força” ou um “costume” ou um “ritmo” de se tentar fazer a criança ser adulta mais cedo possível.
Pra quê isso?
Pra perder a infância como eu perdi NÃO LENDO NEM PETER PAN E NEM O PEQUENO PRÍNCIPE?
Melhor continuar sendo criança mesmo.
Cada coisa no seu tempo.
É notória a cena da mãe querendo fazer a criança falar como adulto. Foi péssima essa manifestação de idéias, mas é a realidade. E como conclusão? A CRIANÇA NÃO CONSEGUIA SER ADULTA. Quando chegava nos exames escolares, JÁ ERA, a criança nunca deixava de ser criança.
Pra quê forçar?
Chega um momento em que a menina DESMAIA, DESMAIA, DESMAIA, DESMAIA, deixa eu repetir só mais uma vez, “A CRIANÇA DESMAIA” de tanto forçarem a menina a ser adulta... É UM CRIME ISSO, pessoal !
Isso sim, poderia ser POLÍTICAMENTE INCORRRETO.
Bom, o gráfico do filme, e em especial, da menina, é do modo de como gosto, sabe? Lembrou muito os desenhos da Disney...
Por falar nisso, saiu ou está para sair FROZEN II ? Alguém aí sabe? Ouvi falar da “Febre congelante”, vocês viram?
Depois me falem aí...

Bom pessoal, daqui pra frente, o mundo imaginário começa, e não sei se conseguirei escrevê-lo pra vocês, NEM SEI SE VOCÊS ENTENDERÃO A MINHA MENTE DE CRIANÇA DE 11 OU 12 ANOS, o próprio filme não conseguiu, teve várias “falhas”, mas também não poderia chamar de “falhas”, uma vez que estamos falando de um mundo IMAGINÁRIO...
Lembra? Estou com 12 anos, não conseguirei encontrar falhas e SEGUIREI NO MUNDO MÁGICO DO FILME, ok?
Bom, você já está dentro de um helicóptero com aquele senhorzinho. E que senhorzinho era aquele hem????
Vamos ter um coração igual ao dele, gente?

Que tal? Ele diz que já é velho MAS QUE NUNCA ESQUECEU DO PEQUENO PRÍNCIPE.
Emocionante esse momento, e em especial, para os adultos.
O velhinho apresenta a história do PEQUENO PRÍNCIPE para a criancinha, e daí veio uma cena bem divertida HUAHUAHUA: ELA COMEÇA A QUESTIONAR TUDO DA HISTÓRIA KKKKKKKK
Se lembram o que eu falei no começo dessa crítica? “Terei 12 anos nesse instante”, não foi? Pois é, justamente para NÃO TER QUESTIONAMENTOS.
O filme, ou a história, na verdade, te desafia a fazer o que eu estou tentando fazer com você aqui, NESSE MOMENTO, que é NÃO QUESTIONAR OU PARAR DE QUESTIONAR...
O exemplo do carneiro dentro da caixinha que o “jovem velhinho” dá ao pequeno príncipe, É O PRÍNCIPAL EXEMPLO DISSO, ou seja, imagine, crie, decole, flutue em seus próprios pensamentos.
Asteroide ou estrela 362, 363, 364, 365...
Qual que é o Asteroide do Pequeno príncipe mesmo? Dá um Google aí, se você fizer isso, é porque você acredita que ele está lá, sorrindo pra você.
A história ainda lança frases que nós, adultos, não falamos, mas sentimos.
O pequeno príncipe encontra com um lobo, ou um animal da mesma espécie do lobo, e o mesmo ministra ao pequeno príncipe frases que nós como adultos, não falamos, mas sentimos.
“Se tu não me cativas, não teremos tanta importância um para o outro, mas se tu me cativas, sentiremos falta um do outro”
E não é verdade?
Enfim, GRAAAAAAÇAS A DEUS, aquela menina que falei no começo dessa crítica, começa a agir como criança, pois é, até então, o mundo capitalista que ela estava sendo colocada NÃO PERMITIA TAL ATO.
Cara, eu quero terminar esse texto, mas tem tanta coisa legal pra falar que não estou conseguindo parar de escrever.
Eu adoro as opiniões da menina, sabe? Acho legal !
Na verdade, definir o filme, ou a história, ACHO QUE NINGUÉM CONSEGUE, mas uma coisa todos conseguirão, que é : ACREDITAR NA ESPERANÇA.
Eu acredito sim, que ao terminar esse texto aqui e olhar para alguma estrela pela janela, que o PEQUENO PRÍNCIPE estará sorrindo para mim...
E você?
Bom, se você tá achando BABAQUICE o que estou falando, basta notar que com a morte desse velhinho do filme que essa menininha cativou tanto, TUDO FAZ SENTIDO OLHAR PARA UMA ESTRELA E VER A PESSOA LÁ SORRINDO PRA CADA UM DE NÓS...
Não esqueçam do grupo do whats.
Vá na janela agora...
Corra !!!!
Ele está lá, sorrindo, e a esperança, CONTINUARÁ PARA SEMPRE !
ADEUS, PEQUENO PRÍNCIPE !
Valeu por ter aparecido em minha vida, mesmo depois dos 30, cara !
Valeu mesmo !
Valeu e... Obrigada,digo eu!!!

Comentários