Ela tem o poder

Caros amigos,



Essa semana, a ministra do STF, Rosa Weber, pode suspender a votação polêmica dos deputados que decidiu manter o $$ das empresas nos cofres dos seus partidos políticos. Se nos unirmos agora, a ministra vai ter apoio massivo para fazer a coisa certa. Assine já! 

ASSINE A PETIÇÃO


Essa semana, a ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, poderá decidir se suspende ou não a votação polêmica que, em manobra ilegal, aprovou o financiamento privado de partidos políticos. Chega de abuso de poder

Um pequeno grupo de deputados entrou com um pedido para suspender essa votação, e mais de 200 juristas assinaram um manifesto que será entregue à ministra Maria Rosa Weber em 24 horas! Se unirmos nossas vozes a este movimento, seremos milhares de pessoas alertando à ministra que está em suas mãos fazer a coisa certa: suspender a votação e ajudar a criar um Brasil mais limpo. 

Vários jornais estão colocando os holofotes na ministra e, se continuar assim, ela terá que dar uma resposta. É hora de agirmos. Assine a petição e passe para o máximo de pessoas possível


Muitos têm dito que essa votação foi uma manobra inconstitucional, pois os deputados já haviam votado contra as doações para candidatos à cargos políticos, mas 24 horas depois colocaram um novo texto focado nas doações para partidos. Ou seja: a mesma coisa. Esse texto foi aprovado, apesar da lei dizer que uma proposta rejeitada só pode ser votada novamente um ano depois. 

Tudo isso foi feito sem debate, numa votação fora do expediente. E o povo, que é soberano, não foi sequer consultado. Por isso, a ministra Rosa Weber recebeu em sua mesa um pedido para suspender essa votação. Ela chegou a solicitar que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, desse explicações sobre a manobra que ele fez, mas ele ainda não respondeu

Se milhares de nós nos unirmos agora, poderemos colocar a boca no trombone e contar à ministra Rosa Weber que o que o povo realmente quer é um debate verdadeiro da reforma política, começando pelo cancelamento imediato dessa votação que não ouviu ninguém, além dos próprios deputados interessados em continuar a receber o dinheiro de seus financiadores. Assine e passe adiante


Nossa comunidade tem se mobilizado constantemente contra as doações empresariais na nossa política. Sabemos que empresa não doa, e sim investe em políticos. Nosso trabalho para limpar o Brasil começou lá na Ficha Limpa, e cabe a nós continuar essa limpeza e tomar de volta o poder que emana do povo. 

Com determinação, 

Diego, Joseph, Maria Paz, Carol, Luis e toda a equipe da Avaaz 

PS.: Participam dessa campanha o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS). 
Apoio: Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas

Mais informações: 

Juristas fazem manifesto contra doações privadas a partidos (EXAME)

Juristas alertam inconstitucionalidade de manobra de Cunha por financiamento privado (Rede Brasil Atual)

Câmara aprova doações de empresas a partidos e fim da reeleição (BBC)

Partidos protocolam no STF pedido de suspensão da reforma política (Zero Hora)

Explicações da Câmara sobre financiamento de campanhas ficarão para a semana que vem (Estado de Minas)

Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE)

Instituto de Tecnologia & Sociedade do Rio de Janeiro (ITS)

Coalizão Reforma Política Democrática e Eleições Limpas

Comentários