sexta-feira, 10 de abril de 2015

Trabalhar com filho no colo é motivo de polêmica

"O Egito se tornou o pior país no mundo árabe em relação aos direitos das mulheres, segundo uma pesquisa divulgada nesta terça-feira e conduzida pela Fundação Thompson-Reuters. O estudo mostrou que o assédio sexual, mutilações dos genitais e o aumento da violência e de grupos islamitas conservadores após a Primavera Árabe fizeram do Egito o pior país árabe para uma mulher."

PS. (Desculpem!) A pesquisa foi realizada há pouco mais de um ano, novembro de 2013, salvo engano.
 Foto: Reuters
Quantas diferenças podem existir entre um país e outro!!! No Brasil, um fato como esse... certamente seria 'motivo' para admiração (positiva) e elogios. Essa mãe demonstrou acima de tudo, muito amor e responsabilidade para com seu filhinho, e simultaneamente por seu trabalho! Lamentável demais que em pleno século XXI ainda exista culturas machistas, absurdas, repugnantes, intoleráveis, iguais a essa!!
Repórter egípcia vai trabalhar com filho no colo e gera polêmica
Uma repórter egípcia gerou polêmica ao ter sido fotografada trabalhando com o filho pequeno no colo.
Lamia Hamdin, que trabalha para o canal de TV privado ON TV, foi fotografada gravando entrevistas com pessoas nas ruas do Cairo enquanto carregava seu filho pequeno.
"Meu filho estava doente e naquele dia eu acabei trabalhando mais do que esperava. Por isso, tive de buscá-lo na creche. Não podia deixá-lo em qualquer lugar", disse Hamdin ao site de notícias Al-Watan.
A atitude da jornalista dividiu a opinião dos usuários nas redes sociais do país. Enquanto alguns elogiaram a repórter, outros a acusaram de falta de profissionalismo, inclusive, pedindo sua demissão.
Crédito: Al-Watan: Lamia Hamdin foi fotografada enquanto gravava entrevistas nas ruas do Cairo com o filho pequeno no colo; ela alegou que menino estava doente
© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 
Lamia Hamdin foi fotografada enquanto gravava entrevistas nas ruas do Cairo com o filho pequeno no colo; ela alegou que menino estava doente

A polêmica fez com que Hamdin fosse comparada com a parlamentar italiana Licia Ronzulli, que em 2010 ganhou as páginas de jornais do mundo todo ao começar a levar a sua filha, Vittoria, para o trabalho.
No Twitter, um dos usuários descreveu Hamdin como a "mãe ideal" e outro disse: "Senhora #Lamia_Hamdin, que estava fazendo seu trabalho além de cumprir seu papel como mãe, é muito mais forte do que qualquer um que zombou dela".
Em sua defesa, a jornalista disse que tomou a atitude porque precisa trabalhar e não deveria ser criticada. "Eu preciso do dinheiro e ele teve de passar por isso comigo – não era um piquenique", disse ela.
MSN Notícias

Um comentário:

  1. Um País que mutila mulheres, é um país com menos homens!
    beijogrande

    ResponderExcluir

Eles estão caçando gays