segunda-feira, 6 de abril de 2015

'Polícia foi truculenta', desabafa pai de Eduardo ao desembarcar no Piauí

Desembarque aconteceu às 18h40 no Aeroporto Petrônio Portela.
Corpo do menino virá em outra aeronave e chegará nesta madrugada.

Pais de Eduardo de Jesus visivelmente abatidos após desembarque em Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)
Pais de Eduardo de Jesus visivelmente abatidos após desembarque em Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)


A família do garoto Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, morto no conjunto de Favelas do Alemão no Rio de Janeiro, desembarcou no Aeroporto Petrônio Portela em Teresina por volta das 18h40. Pai, mãe, duas irmãs do menino e um sobrinho vieram ao Piauí para o sepultamento que acontecerá na cidade de Corrente, distante 874 km da capital. Em tom de desabafo, José Maria, pai de Eduardo, disse que "polícia foi truculenta".
“A polícia foi truculenta, sempre agiu de forma truculenta no Alemão. Nunca fomos ameaçados por bandidos, mas sempre pela polícia. São soldados destreinados, saem atirando em quem estiver pela frente, sem perguntar. Tanto tempo na vida vivendo em um lugar perigoso assim, nos conforta chegar em nossa terra”, falou o pai.
O corpo de Eduardo de Jesus virá em outra aeronave, segundo a família, e a previsão é que chegue na madrugada desta segunda-feira (6).
Terezinha de Jesus Ferreira, mãe do garoto, também falou em tom de indignação e fez duras críticas à polícia.
"Antes de implantar a UPP na comunidade, nós vivíamos em paz, mas depois que a polícia chegou no morro, vivíamos sendo ameaçados. Foram 16 anos vivendo no Alemão e não sei explicar por quanto tempo ainda vivi ali. Tem muita gente querendo deixar aquele lugar, mas sem condições ficam sem poder. A polícia me tirou um bem valiosíssimo", desabafou.
'A polícia levou um bem valiosíssimo', disse Terezina ao chegar no Piauí (Foto: Fernando Brito/G1)'A polícia me levou um bem valiosíssimo', disse Terezinha ao chegar no Piauí (Foto: Fernando Brito/G1)
O governo do Piauí disponibilizou uma aeronave para fazer o traslado do corpo e dos familiares até a cidade de Corrente. A viagem deve acontecer por volta das 6h desta segunda-feira. O governador Wellington Dias (PT) esteve no aeroporto momentos antes do desembarque e falou com o G1.
"A gente vê um acontecimento desse com muita tristeza, especialmente quando nos colocamos no lugar de um pai, uma mãe, de familiares que perdem um garoto na idade dele (Eduardo), com 10 anos. Vamos dar todo apoio à família. Infelizmente não temos como reparar uma dor como essa", disse o governador.
Despesas com hotel também foram custeadas pelo governo. Uma assistente social acompanhou a família em Teresina. O sepultamento do garoto deve acontecer ainda na segunda-feira no Cemitério Municipal.

Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, foi baleado na porta de sua casa e morreu na hora no fim da tarde da quinta-feira (2), no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. Terezinha diz que um policial fez o disparo. Os policiais que participaram da operação que culminou com a morte do menino foram afastados das ruas. A Divisão de Homicídios da Polícia Civil investiga o caso.
G1.com

"Mortes" que acabam levando junto o coração, a alma e a vontade de viver desses pais!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays