Papa Francisco condena execução de cristãos coptas egípcios

Papa Francisco condena execução de cristãos coptas egípcios

Papa Francisco é visto durante missa neste domingo (15) com cerca de 160 cardeais de todo o mundo no Vaticano (Foto: Andrew Medichini/AP)

Papa francisco durante missa neste domingo 
no Vaticano (Foto: Andrew Medichini/AP)

Papa Francisco expressou nesta segunda-feira (16) sua profunda tristeza pelo assassinato de 21 coptas egípcios decapitados pelos jihadistas do Estado Islâmico (EI) na Líbia só pelo fato de serem cristãos.
"Foram assassinados pelo simples fato de serem cristãos", afirmou o Papa ao receber a visita de John Chalmers, alto dignitário da igreja da Escócia.
"O sangue de nossos irmãos cristãos é um testemunho de fé e pouco importa que sejam católicos, ortodoxos, luteranos ou coptas: não interessa a seus perseguidores, que veem apenas que são cristãos porque seu sangue é o mesmo, seu sangue professa Cristo", acrescentou.
Na gravação, publicada na internet, são vistos 10 homens com roupa laranja, ajoelhados e com as mãos algemadas para trás, decapitados pelos sequestradores, vestidos de preto, em uma praia de Trípoli.
Na última edição da revista eletrônica do EI, Dabiq, o grupo anunciou a captura de 21 reféns egípcios, com fotos em que os mesmos são vistos com um fundo semelhante ao do vídeo divulgado hoje.
A gravação, intitulada "Uma mensagem assinada com sangue para a nação da cruz", assinala que é dirigida aos "seguidores da hostil Igreja egípcia".
Egípcios choram nesta segunda-feira (16) a morte de cristãos coptas que foram decapitados pelo Estado Islâmico na Líbia (Foto: Hassan Ammar/AP)
Egípcios choram nesta segunda-feira (16) a morte de cristãos coptas que foram decapitados pelo Estado Islâmico na Líbia (Foto: Hassan Ammar/AP)
tópicos:

Comentários