Guerras


Guerras são eventos malditos

gerados por cérebros ensandecidos,

mas que  hoje  ficam do lado de fora

do campo de matança  pré-estabelecido.


Provavelmente disputa pela comida
foi a causa da primeira guerra.
Daí nasceu o gosto pela coisa
e começaram a brigar pela terra.



Depois da contenda pela gleba
quiseram  brigar pelas fêmeas
Eram  disputas de vida e morte.
Todos queriam ser machos alphas.



Há quem diga que as guerras são necessárias
para alavancar as técnicas pioneiras
de suporte à evolução material e científica
do indivíduo em marcha para o futuro.



Eu, modestamente, penso que as guerras são inúteis.
Creio que todas as disputas belicosas são insanas,
Acredito que o patrono da guerra é o egoísmo.
Creio no fim das guerras com a vinda do homem solidário.
Dilmar Gomes
http://umapitada-de-poesia.blogspot.com.br/2014/11/guerras.html

Comentários

  1. Amiga Aparecida, muito obrigado por postar este modesto poema aqui no teu blog.
    Obrigado mesmo! Um abraço. Tenhas um lindo dia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário