terça-feira, 21 de outubro de 2014

Moradores reclamam da qualidade de água...

... oferecida por carros-pipa na PB

Prefeitura de Puxinanã explica que água é apenas para uso em limpeza.
Impasse entre prefeitura e Cagepa atrasa distribuição de água nas torneiras.



Os moradores da cidade de Puxinanã, no Agreste paraibano, estão reclamando da qualidade da água recebida por carros-pipa que estão abastecendo a população há pelo menos sete dias. De acordo com os moradores, a água que é distribuída é escura e imprópria para o consumo. Segundo a prefeitura do município, a situação é provisória até que bomba instalada em açude passe a funcionar.
De acordo com o chefe de gabinete da prefeitura do município, Marinaldo Menezes, a água do açude no Centro da cidade secou e a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) transferiu a bomba deste açude para o Açude Edvaldo Gonçalves, conhecido como Lagoa da Milhã, que é o principal reservatório da cidade. “O problema é que não tem rede elétrica neste setor do açude. Há 20 dias a Cagepa se comprometeu a colocar uns postes para fazer a ligação da energia para colocar a bomba em funcionamento e distribuir a água, mas até então não foi resolvido este problema”, disse Marinaldo. 
Em entrevista à TV Paraíba, a moradora Andrea Araújo explica que o problema da falta de água começou há cerca de 15 dias. Na casa dela, o tonel usado como reservatório está praticamente seco, a máquina de lavar roupas parada e a pia com louça acumulada. “A previsão de voltar água era de dois dias, mas já vai com mais de oito dias”, disse.
Quem mora na cidade está carregando água através de carroças de burro ou de carrinho de mão. Sem água nas torneiras, a população diariamente vai até a Rua Pedro Gabriel da Silva, no bairro das Malvinas, para esperar a água que chega em carros-pipa, mas a principal reclamação da população é de que a água é imprópria para consumo.
“Tem uns seis dias que a gente está neste sofrimento. A água é de cor verde, mal cheirosa e não dá para cozinhar. Usamos apenas para lavar banheiros. Até a roupa fica com mal cheiro quando lavamos”, disse a funcionária pública Edinilda Cândido.
Marinildo explica que a água entregue pelos três carros-pipa disponibilizados pela prefeitura não é para o consumo humano. “Esta água é para ser usada em banhos, para sanitários, para os animais. É a única água que podemos disponibilizar”, disse o chefe de gabinete da prefeitura.
G1 fez contato contato com o responsável pela Cagepa no município, João Evangelista, mas as ligações não foram atendidas.
G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays