segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Homenagem ao Poeta - É possível defini-lo?




Assim Eu Definiria
o Poeta


images?q=tbn:ANd9GcS4NCX92LvOb_brA3f9Vgk
O POETA É O SER INCOMUM, imperfeito, porém o mais pensante que às vezes não pensa.

É aquele que caminha de olhos fechados sobre a lua, para colher mais de perto o brilho das estrelas.

O poeta fere em suas palavras feito aço cortante, mas depois se arrepende e chora sentindo a mesma dor.

Tem estômago “calcificado” para digerir os martírios do dia a dia.

Caminha, ora a passos largos, ora rastejante entre os mundos  por ele criados.

O poeta injeta diariamente em suas veias doses médias ou grandes de preocupação com a linguagem erudita. Não se faz poesia com qualidade sem antes lapidar as palavras, aperfeiçoar com carinho e originalidade aquilo que vai ser posto na mesa para os outros.

O poeta desenha e pinta obras em versos, usando tintas e cores emprestadas da alma, adicionadas à sensibilidade.

O poeta colhe lágrimas alheias, com um leve sorriso de encorajamento, quando seu coração também necessita de colo.

Pensa que sabe contar seus sonhos, mas... na verdade acaba expondo seus segredos.

Dar vida ao que já não tem, mas sabe morrer ou matar quando já não convém.

Em matéria de beleza, confesso que és um deus... "inacabado", porque és ainda aprendiz de outros deuses.

O poeta transmite com naturalidade, em suas palavras turbilhões de emoções!

O poeta, assim como o amor e a vida... é impossível construir um conceito "definitivo".
Poeta... palavra polissêmica. Por mais que se diga, nunca será suficiente para defini-lo.
****************************
Com amor e afeto para Você,
Poeta!!!!!

Salve, Salve os poetas do Recanto, de nosso País 
e do mundo!!!!
orkut-hi5-coracao_9.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays