Grupo de Marina diz que nem Dilma nem Aécio representam mudança


Candidata do PSB adiou o anúncio do apoio a Aécio, previsto para hoje; seu grupo interno liberou militância para votar em branco, nulo, se abster ou fechar com o tucano

Terceira colocada na disputa pela Presidência da República, com 21% dos votos válidos, Marina Silva (PSB) desistiu de se pronunciar nesta quinta-feira (9) a favor da candidatura de Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições. A ex-senadora não definiu uma nova data para declarar apoio a Aécio.
Marina oficializaria o apoio ao tucano em Brasília após a reunião dos partidos que compunham sua coligação, mas desistiu da viagem em cima da hora.
A ex-senadora ficará em São Paulo e avisou a interlocutores que prefere adiar a declaração pública de aliança com o PSDB sem fixar nova data.
Cortejada por tucanos e petistas, Marina avaliou que caso conseguisse construir consenso em torno de Aécio entre os partidos que a apoiaram ao Planalto, poderia ser poupada da fala pública sobre o assunto neste momento e se viria livre para esperar os movimentos do tucano em sua direção.
Como noticiou a Folha, Marina quer acenos de Aécio à esquerda, principalmente em relação aos índios e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

O PSB, legenda que abriga Marina desde outubro de 2013, declarou nesta quarta-feira (8) apoio ao tucano. O PPS também fechou com Aécio.

A Rede, grupo político liderado pela ex-senadora, deu o aval para que ela se alie ao tucano e liberou os eleitores para votar em branco, nulo ou em Aécio. PHS, PRP e PSL tendem a seguir as outras legendas. 


A única resistência vem do PPL que não deve declarar voto nem para o senador Aécio neves nem para a presidente Dilma Rousseff.
FHC
Marina visitou na manhã de quarta o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A conversa, segundo relatos, durou cerca de vinte minutos em que o tucano parabenizou a pessebista pelo resultado nas eleições e se disponibilizou a ser o canal de interlocução entre ela e Aécio. 

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1529731-marina-adia-declaracao-de-apoio-a-aecio-no-segundo-turno

Comentários