Justiça na morte



"Justiça" na morte

As vezes é necessário que alguém morra para que outro(s) possa (m) viver. Chega um momento onde a vida não pode mais subsistir. É nessa hora que a morte faz seu papel, levando quem (sem ser por vontade própria) estava "dificultando" ou limitando por muito tempo ou até anos a vida dos demais. Há enfermidades que exigem cuidados especiais e atenção integral de alguém, seja da família ou não. As pessoas passam a viver em função daquele paciente. É até curioso como muitas vezes nasce um novo ser para preencher o vazio deixado por quem partiu. Realidades da vida, da qual não estamos imunes. Felizes são aqueles que durante a estadia dolorosa em seu leito, recebem tais cuidados de seus entes queridos.
Aparecida Ramos
(isisdumontprosaeverso.net)

Comentários