Dia Internacional da Mulher Negra Latino- americana e Caribenha


O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha é comemorado hoje (25/07). A data foi inserida no calendário comemorativo brasileiro em 2014, após o Senado Federal aprovar a proposta de lei que institui o dia 25 de julho como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, com o objetivo de lembrar a importância da luta e da resistência da mulher negra.
Quase metade da população feminina no Brasil se considera preta ou parda, segundo o último Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), elas representam, 49,5% das mulheres brasileiras.
Em relação a esse público, algumas instituições trazem dados preocupantes sobre a violência contra a mulher negra, que vem crescendo no decorrer dos anos. De acordo com o Atlas da Violência de 2017, do Instituto de Pesquisa Aplicada – IPEA, as mulheres negras vítimas de mortes por agressão passou de 54,8% em 2005 para 65,3% em 2015, ou seja, no último ano 65% das mulheres assassinadas eram negras.
Outro dado grave é destacado no Mapa da Violência de 2015, no qual mostra que a quantidade de homicídios em mulheres brancas caiu, já os homicídios de mulheres negras aumentaram em 54,2%, passando de 1.864 em 2003, para 2.875 vítimas em 2013.
Essas informações demonstram um quadro sério e indicam também que muitas dessas mortes poderiam ter sido evitadas. Em inúmeros casos, até chegar a ser vítima de uma violência fatal, essa mulher é vítima de uma série de outras violências de gênero, como especifica a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06).
Na área da assistência social, destaca-se as informações advindas dos Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS de que 57,6%  das mulheres adultas que eles atendem estão em situação de discriminação, em decorrência de raça/etnia, conforme informações do Censo do Sistema Único da Assistência Social – SUAS.  
A pesquisa do IPEA também constata que a ampliação e o aprimoramento da rede de atendimento à mulher são fundamentais não apenas para o melhor acompanhamento das vítimas, mas também pelo seu papel na prevenção da violência contra a mulher.
Este dia de celebração e reflexão da luta de mulher negra é marcado em todo Brasil por eventos que debatem o tema reafirmam a identidade, a história e a luta das mulheres negras brasileiras.
Para qualquer denúncia sobre violência contra mulher ligue 180.

Saiba mais:
Informativo do Ministério do Desenvolvimento Social sobre o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha – Clique aqui

Conheça os serviços e equipamento da Assistência Social:https://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/mops/servicos.php?s=1&codigo=530010#

Comentários