sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Carnaval Tradição: estrutura está sendo montada na Duarte da Silveira


 
Carnaval Tradição: estrutura está sendo montada na Duarte da Silveira
 
Quarenta e três agremiações irão desfilar na Avenida Duarte da Silveira, no Centro de João Pessoa, a partir deste sábado (25). O desfile das tribos indígenas, orquestras, escolas de samba e ala ursas mantém viva a tradição de um Carnaval que começou há mais de um século, preservando suas características, músicas e adereços, fiéis à folia que ganhava às ruas da então Paraíba do Norte em 1914.
 
As apresentações acontecem de sábado até a segunda-feira, sempre a partir das 18h, no trecho da avenida onde fica localizado o Departamento de Estradas e Rodagens da Paraíba (DER) - o mesmo local dos anos anteriores.
 
Serão cinco escolas de samba, oito clubes de orquestra, dez tribos indígenas e 20 ala ursas, que prometem encher os 500 metros do trajeto com muita cor, música e alegria. É esperado um público médio de 15 mil pessoas em cada noite.
 
Haverá três arquibancadas, cada uma com capacidade para duas mil pessoas. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), que monta a estrutura através de sua Fundação Cultural (Funjope), também vai disponibilizar 22 banheiros químicos, parte deles adaptados para pessoas com deficiência – que também contarão com um tablado acessível para prestigiar as apresentações. A estrutura também comporta camarotes para jurados e imprensa.
 
Além da estrutura, a PMJP também contemplou o Carnaval Tradição com um aporte de R$ 329 mil, para dar suporte às agremiações. Trinta e três delas foram contempladas através de edital público: cinco escolas de samba, dez tribos indígenas, oito clubes de orquestra e dez ala ursas que receberam entre R$ 6,5 mil e R$ 20 mil.
 
“Mais uma vez, a Prefeitura Municipal de João Pessoa honra seu compromisso em valorizar nossa cultura popular e se faz presente no Carnaval Tradição dando apoio às agremiações e estrutura para o público prestigiar uma das nossas manifestações mais ricas, refletidas em cada escola, ala ursa, tribo indígena e orquestra de música”, comenta o diretor executivo da Funjope, Maurício Burity.
 
Desfiles - No primeiro dia, ganham a avenida quatro clubes de orquestras e sete tribos indígenas. As 11 agremiações, originárias de vários bairros da Capital, irão se apresentar de maneira intercalada até a meia-noite.
 
No domingo (26), entram em cena as escolas de samba com seus desfiles exuberantes. Cinco escolas encerram a segunda noite: Unidos do Roger; Pavão de Ouro (do bairro São José); Império do Samba (Roger); Independente de Mandacaru e Malandros do Morro (Torre). A programação começa com apresentações de clubes de orquestras e tribos indígenas.
 
A segunda-feira (27), último dia da programação, é inteiramente dedicada aos chamados “ursos”. As “ala ursas”, ou “la ursas”, têm origem no século 19, através dos ciganos e seus ursos amestrados. Os animais deram lugar a foliões fantasiados que saem por aí durante o Carnaval, acompanhados de uma batucada, pedindo dinheiro – e quem não der, é pirangueiro, como reza o mote entoado pelas agremiações.
 
Na programação do Carnaval Tradição irão desfilar 18 ursos e duas batucadas. O desfile abre com três apresentações especiais: as batucadas Nova Liberdade e Águia de Ouro, e o Urso Infantil Gorila Louco prometem esquentar o público. Em seguida, desfilam 15 ursos e à noite termina com a participação do Urso Fiel e do Urso Atrevido.
 
Comissão julgadora – Uma comissão formada por sete jurados irá avaliar o desempenho das agremiações. Cada seguimento tem critérios próprios. Nos desfiles das escolas de samba, por exemplo, serão avaliados fantasias, conjunto, harmonia, evolução, dupla de mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente, alegorias e adereços e samba-enredo.
 
Já as tribos serão avaliadas pelo cocar, comissão de frente, conjunto, coreografia, fantasia e adereços. As orquestras, pela divisão de abre-alas, fantasias, conjunto, coreografia, estandarte e porta-estandarte. E as alas ursas pelo batuque original, cabeça da fantasia, dança, estandartes, animação, figurino dos tocadores, organização na avenida e torcida.
 
Compõe o júri do Carnaval Tradição 2017 o artista plástico e fundador do Ateliê Casa Velha Camilo Aranha; as bailarinas Denilce Regina e Meyriane Gonçalves; o coordenador da banda 5 de Agosto, maestro Derly; o poeta, músico e coordenador do Quinteto Itacoatiara Salvador di Acântara; o músico Beto Preah e o figurinista, estilista e escultor Yon Pontes.
 
Confira a programação do Carnaval Tradição de João Pessoa:
 
Sábado (25), a partir das 18h
- Clube de Orquestra Adolescente Criança Feliz
- Tribo Indígena Pele Vermelha do Cristo Redentor
- Tribo Indígena Flecha Negra de Cruz das Armas
- Clube de Orquestra Acorda Torre
- Tribo Indígena Papo Amarelo Cruz das Armas
- Tribo Indígena Tupi Guarani de Mandacaru
- Clube de Orquestra São Rafael
- Tribo Indígena Xavantes do Bairro dos Novais
- Tribo Indígena Tupi Guanabara Águas Frias
- Tribo Indígena Tupinambás de Mandacaru
- Clube de Orquestra Piratas de Jaguaribe
 
Domingo (26), a partir das 18h
- Clube de Orquestra Alegre do Frevo
- Tribo Indígena Tupi Guanabara
- Clube de Orquestra Dona Emília
- Tribo Indígena Tabajara do Alto do Mateus
- Clube de Orquestra Ciganos do Esplanada
- Tribo Indígena Africanos do Cristo Redentor
- Clube de Orquestra Bandeirantes da Torre
- Escola de Samba Unidos do Róger
- Escola de Samba Pavão de Ouro Bairro São José
- Escola de Samba Império do Samba do Bairro do Róger
- Escola de Samba Independente de Mandacaru
- Escola de Samba Malandros do Morro do Bairro da Torre     
 
Segunda (27) – A partir das 18h
- Batucada Nova Liberdade
- Batucada Águia de Ouro
- Urso Infantil Gorila Louco
 - Urso Anos Dourados
- Urso Jamaica
- Urso Preto do Sesi
- Urso Alegria do Panda
- Urso Amigo Batucada
- Urso Celebridade
- Urso da Paz
- Urso Gavião
- Urso Canibal
- Urso Folião
- Urso Cachorro Louco
- Urso Sem Lenço e Sem Documento
- Urso Panda
- Urso Reboliço
- Urso Santa Cruz
- Urso Fiel
- Urso Atrevido

Parlamentopb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays