sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Morte na Lusa: um caso cercado de mistérios

Morte na Lusa: um caso cercado de mistérios

Corpo de Lucas dos Santos, 16 anos, foi encontrado muitas horas depois de churrasco do time sub-17. Clube adota silêncio e laudo aponta asfixia


Lucas Santos, de 16 anos, encontrado morto na piscina da Portuguesa
Lucas Santos era considerado um zagueiro promissor dentro da Portuguesa (Reprodução/Facebook)

A morte de Lucas Jesus dos Santos, zagueiro da equipe sub-17 da Portuguesa, chocou os funcionários do clube e companheiros da jovem promessa, e está bem longe de ser solucionada. O corpo do jogador de 16 anos foi encontrado na manhã de quinta-feira dentro da piscina do complexo do Canindé. De acordo com laudo do Instituto Médico Legal (IML), Lucas morreu por asfixia aspirativa por regurgitação de alimento (congestão). As circunstâncias do caso, porém, seguem bastante nebulosas, já que o churrasco do qual Lucas e os colegas de clube participaram ocorreu na tarde de quarta-feira, cerca de 18 horas antes de seu corpo ser encontrado no fundo da piscina.
Lucas, considerado um zagueiro promissor dentro das categorias de base, estava com seus companheiros na sede social da Lusa para celebrar a classificação do time às quartas de final do Campeonato Paulista sub-17. Segundo a assessoria do clube, o churrasco teve início às 13h de quarta-feira e durou apenas duas horas. Os atletas entraram na piscina, mas o corpo de Lucas só foi encontrado por volta das 9h da quinta-feira. Procurados, jogadores do clube disseram que “não podem comentar” o ocorrido. Eder Pereira e Silva, o delegado titular do 12º DP (Pari), que cuida do caso, disse que a investigação está apenas começando. 
Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays