sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Isso é FANTÁSTICO!!!!... 15 notícias que restauraram sua fé na humanidade em 2015



  • Arte/UOL
 
Lótus é uma flor, belíssima, que nasce na lama. E nos deixa uma mensagem: em tempos obscuros, sempre há espaço para histórias de esperança, superação, solidariedade, compaixão e amor. Em 2015, um ano em que abundaram notícias tristes, outras tantas nos fizeram recuperar a fé na humanidade.

Exemplos não faltaram. Eis, aqui, uma lista de histórias inspiradoras, que fizeram de 2015 um ano valoroso, apesar dos pesares. 

Carlos Eduardo Cherem/UOL
Carlos Eduardo Cherem/UOL

'Trilheiros' e 'jipeiros' socorrem pessoas ilhadas em Mariana 

Dias depois do rompimento das duas barragens no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), dezenas de "jipeiros" e "trilheiros" passaram a percorrer as áreas atingidas pela lama para socorrer pessoas ilhadas no local. Os voluntários se organizaram em dois grupos: um deles levava equipes de socorros (com água e medicamentos), ao passo que os outros circulavam com lugares disponíveis nos veículos para resgatar estas pessoas.
Reprodução/Facebook/Deeanna Thomas
Reprodução/Facebook/Deeanna Thomas

Garoto deixa cabelo crescer para fazer perucas para crianças com câncer 

Christian McPhilamy, um garoto de oito anos que vive na Flórida (EUA), resolveu ajudar crianças com câncer. Para isso, encontrou uma maneira inusitada: deixou o cabelo crescer para fazer perucas. Não desanimou nem mesmo ao ser alvo de piadas maldosas dos colegas sobre sua aparência. "Ele nunca se desviou do objetivo e procurou educar os outros sobre o porquê de sua escolha", contou a mãe do garoto.
Marília Calegari Quinaglia/IKMR
Marília Calegari Quinaglia/IKMR

ONG brasileira resgata famílias refugiadas de países em conflito 

Fundada pela mineira Vivianne Reis, 35, há três anos, a ONG IKMR (sigla em inglês para 'Eu Conheço Meus Direitos') tem por propósito ajudar a resgatar e dar suporte a famílias de refugiados de países em conflito, principalmente nos Estados de São Paulo e Rio. Famílias do Egito, do Congo, da Colômbia e principalmente da Síria puderam se recompor no Brasil com o auxílio da entidade sem fins lucrativos.
UOL
Olegário A. Filho/Vereda Estreita
Olegário A. Filho/Vereda Estreita

Rifa e festa bancam ônibus em bairros que não têm transporte coletivo 

Como protesto pela falta de transporte coletivo nos bairros Barragem, Bosque do Sol, Juza e Marsilac, na região sul de São Paulo, moradores fizeram um protesto diferente: alugaram um ônibus durante três dias e fizeram o que há anos pediam ao poder público, criando um trajeto chamado de ''linha popular''. O dinheiro veio de rifas e festas realizadas pelo movimento Luta do Transporte no Extremo Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays