sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Greve fecha 8.763 agências bancárias

... em 26 Estados e no DF, diz sindicato



Greve dos bancários15 fotos

1 / 15
6.out.2015 - Movimento em agência bancária no bairro de Santo Amaro, na zona sul de São Paulo. Em todo o país, trabalhadores entraram em greve por tempo indeterminado. Eles pedem reajuste salarial de 16%. A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) oferece 5,5% Leia mais Fabricio Bomjardim/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo
greve dos bancários fechou 8.763 agências e centros administrativos em todos os Estados e no Distrito Federal no segundo dia de paralisação da categoria, segundo a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), entidade ligada à CUT (Central Única dos Trabalhadores). 
Isso representa um aumento de 40% em relação ao primeiro dia da greve, segundo a entidade.
De acordo com o Banco Central, o país tem 22.975 agências.
O balanço foi feito pela Contraf-CUT com base nos dados enviados pelos 143 sindicatos que integram o Comando Nacional dos Bancários, que representa cerca de 95% dos 490 mil bancários do país.
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) não se pronuncia sobre o número de agências fechadas ou trabalhadores parados.
A paralisação foi decidida na sexta-feira passada, e ocorre por tempo indeterminado. Os bancários reivindicam um reajuste de 16% nos salários, mas a Fenaban ofereceu 5,5%.
Os bancários recusaram a proposta e decretaram a greve. É o 13º ano seguido que a categoria promove paralisação nacional.

Consumidor precisa pagar contas em dia; veja como

Mesmo com a paralisação, as pessoas precisam pagar as contas nos dias marcados. Se não fizerem isso, pagam juros e multas, alerta o Procon de São Paulo.
Veja dúvidas e orientações

CONTAS E SAQUES EM CAIXAS ELETRÔNICOS

As contas dentro do prazo podem ser pagas nos caixas eletrônicos, que funcionarão normalmente durante a greve, segundo a federação dos bancos. Também é possível pagar pela internet, por aplicativo no celular, Correios e lotéricas.

LOTÉRICAS, CORREIOS E SUPERMERCADOS

Outra opção para pagar contas e fazer outras operações é recorrer aos correspondentes bancários, como casas lotéricas, unidades dos Correios e alguns supermercados. As casas lotéricas, por exemplo, funcionam durante o horário comercial.
Nos correspondentes bancários, além de pagar contas, é possível fazer saques (até o limite de R$ 1.000 por dia), depositar (em dinheiro ou cheque, até o mesmo limite), fazer consultas de saldos e extratos, entre outras operações.

SALÁRIOS EM CHEQUES

Quem recebe salário por meio de cheque pode fazer o depósito no caixa eletrônico de seu banco. Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, o cheque será compensado normalmente e o valor irá para a conta. Depois, o dinheiro pode ser sacado nos caixas eletrônicos.
A federação orienta que aposentados e pensionistas que não puderem contar com o atendimento prestado nas agências também façam os saques pelos caixas eletrônicos. A sugestão para aqueles que têm dificuldade de usar o terminal é que sejam acompanhados por pessoas conhecidas ou parentes.

CONTAS ATRASADAS

Boletos com atraso não podem ser pagos em caixas eletrônicos ou pela internet. É preciso procurar as empresas que emitiram as faturas para pedir novas vias, com a data atual. Assim, o pagamento pode ser feito por esses meios. Alguns bancos criam novos boletos, com datas atualizadas, já pela internet.

TRANSFERÊNCIAS

É possível fazer transferências nos caixas eletrônicos e nos sites dos bancos. Dependendo do valor, alguns bancos exigem um cadastro prévio com os dados da pessoa que vai receber o dinheiro. Mas esse cadastro, geralmente, pode ser feito por telefone.

INVESTIMENTOS

Quem tem investimentos pode acompanhar o saldo pelo caixa eletrônico, pelo site do banco e pelo aplicativo de celular. Resgates também podem ser feitos no caixa eletrônico. O home broker (sistema de compra e venda de ações online) permanece funcionando.

DESBLOQUEIO DE CARTÃO

O cliente que recebeu um cartão de débito ou crédito novo pode fazer o desbloqueio pelo telefone, pelos caixas eletrônicos, pela internet e nos correspondentes bancários (Correios, lotéricas e supermercados).
Também é possível bloquear os cartões, por qualquer motivo, por esses canais.

DOCUMENTE SEUS PEDIDOS

Segundo o Procon, em caso de problemas, o consumidor deve também procurar as empresas que emitiram os boletos para buscar outras opções de pagamento. O comparecimento à sede da empresa e o pagamento em lotéricas ou pela internet, por exemplo, podem estar entre as opções oferecidas.
O órgão diz que o consumidor deve documentar o pedido feito às empresas, enviando um e-mail ou anotando um número de protocolo de atendimento telefônico.

MULTAS POR ATRASO

O comprovante de que o consumidor esteve na empresa procurando formas alternativas de pagamento pode evitar que ele tenha de arcar com multas e outros encargos por atraso no pagamento, caso a empresa não atenda o seu pedido. Se pagar os encargos indevidamente, a recomendação é que ele procure o Procon.
Caso a empresa dê ao consumidor outra opção de pagamento e, mesmo assim, a fatura não seja quitada em dia, ele poderá ter de pagar multa e encargos.

LISTA DE OPÇÕES

A Febraban divulgou uma lista dos serviços mais comuns e como eles poderão ser realizados durante a greve.
Transferências, por exemplo, poderão ser feitas nos caixas eletrônicos, pela internet, por meio do aplicativo do banco para celular e pelo telefone.







Seis coisas que os bancos não contam7 fotos

1 / 7
Os bancos são obrigados, por determinação do Banco Central, a oferecer uma série de serviços gratuitos aos clientes. Este e outros direitos, no entanto, muitas vezes não são conhecidos pelos consumidores, o que pode resultar em gastos desnecessários. Especialistas ouvidos pelo UOL listam direitos que muitas vezes não são informados pelos funcionários dos bancos. Clique nas fotos acima para saber quais são Leia mais
Arte/UOL
http://economia.uol.com.br/album/2015/10/06/greve-dos-bancarios.htm#fotoNav=1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays