Papa chega a Cuba como articulador de aproximação com EUA

© Fornecido por Notícias ao Minuto
Com a expectativa de uma recepção ainda maior e mais calorosa do que as de seus antecessores - Bento XVI, em 2012 e João Paulo II, em 1998 -, chega a Cuba, neste sábado (19), às 17h, o Papa Francisco.
O pontífice é considerado o grande articulador da reaproximação entre Cuba e EUA, ele deve ser recebido com entusiasmo também por não católicos, que destacam o caráter político de sua visita.
Segundo reportagem do G1, com um grande retrato de Che Guevara no altar, o Papa irá celebrar, na Praça da Revolução de Havana, às 9h da manhã de domingo, uma das três missas que estão programadas à sua visita. As outras serão na Praça da Revolução em Holguín, na manhã de segunda, e na Basílica Menor do Santuário de Nossa Senhora da Caridade del Cobre, em Santiago de Cuba, na manhã de terça, poucas horas antes de partir para os Estados Unidos.
Sua agenda oficial prevê encontros com funcionários do governo na tarde de segunda, mas não especifica em que momento ele se reúne com o presidente Raúl Castro, há ainda a hipótese, segundo o Vaticano, de um encontro com Fidel Castro, porém nada está programado.
O Papa deixa o país às 13h30 de terça, com uma cerimônia de despedida programada para acontecer no Aeroporto Internacional Antonio Maceo, em Santiago de Cuba. Ele deve chegar aos EUA às 16 horas, onde será recebido pelo presidente Barack Obama e a primeira dama Michelle Obama.
msn

Comentários