quarta-feira, 17 de junho de 2015

Encontre-me aqui!



Já cheguei, embora na planície dos versos.
Um dia, chegarei sem eles, num voo
propositadamente não planejado.
Para te ver, irei além, se necessário for.
Cruzarei fronteiras, até no meio da noite.
Posso não parecer, mas sou corajosa.
Talvez minhas palavras não demonstrem
suficientemente o quanto sou determinada.

A poesia faz de mim verso desbotado,
Céu 'desenluarado', outras vezes
Estrela cadente a caminho de 
uma terra inexistente...
Pode parecer loucura, mas uma
loucura sensata.

Meu poema tem passaporte para voar.
Livre de bagagens e bugigangas,
Passeia nos convés dos navios.
Outras vezes circula despreocupado
em meio à tripulação, na 'ponte aérea'
a caminho do nada.

Posso ser árvore vestida de versos,
Quando as folhas, por alguma razão
Evaporaram junto à tempestade...
Posso ser a rosa esquecida no deserto,
trazendo nas mãos, na alma e no coração
alguns sonhos e a dor da saudade.
**********************************
*********************
***********
*****
isisdumontprosaeverso.net

2 comentários:

  1. Que linda poesia...amiga! Parabéns, pela obra poética! Isto é arte pura...bem ilustrada! Você está linda! Luisa Zacarias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, linda!! Seu olhar e coração bondosos acabam me deixando mais sensível e me cativando mais. Deus abençoe seus ideais, querida!! ternos beijos!!

      Excluir

Eles estão caçando gays