sábado, 14 de março de 2015

Um poema no Dia da Poesia



Poema mudo


basta olhar
sentir
deixar-se tocar
a boca silencia
os olhos riem
os ouvidos criam
a alma dança
o coração
encantado
apaixonado
aplaude
pula de alegria
emocionado
canta uma canção

das nuvens
versos acenam,
descem de pára quedas
silenciosamente,
gotas de orvalho
dormem sobre as folhas
a poesia
espera 
a nova
aurora.


**********

2 comentários:

  1. Quando se olha de uma maneira diferente - por dentro.
    beijogrande

    ResponderExcluir
  2. Valeu amiga.
    Lindo seu poema.
    beijosdepoesia

    ResponderExcluir

Eles estão caçando gays