Indonésia muda execução de brasileiro condenado por tráfico para domingo RICARDO GALLO

O governo da Indonésia anunciou nesta quinta-feira (15) nova data para execução do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53. Será no domingo (18), e não mais no sábado (17), como o governo informou anteriormente.
O horário da execução não foi divulgado. Além de Marco, outros prisioneiros serão executados.
Embora a razão da mudança não tenha sido divulgada oficialmente pelo governo da Indonésia, o advogado de defesa de Marco, Utomo Karim, afirmou ter sido apenas para assegurar tempo suficiente para os condenados se prepararem e receberem familiares.

O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53 (à dir.), com seu advogado, nesta quarta
O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53 (à dir.), com seu advogado, nesta quarta

Será a primeira vez na história que um brasileiro é executado. Marco foi preso em 2003 ao tentar entrar no aeroporto de Jacarta com 13,4 kg de cocaína. A condenação foi em 2004.
O brasileiro foi isolado dos demais presos e foi removido do presídio de Pasir Putih. Em entrevista à imprensa, nesta quinta (15), a Procuradoria Geral disse que todos os preparativos já estão acertados para a execução.
Pelas leis locais, a execução ocorre por um pelotão de fuzilamento. Um médico e um religioso podem acompanhar as execuções.

outro brasileiro no corredor da morte no país, o paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte, 42, também condenado por tráfico, teve rejeitado na sexta o pedido de clemência feito ao presidente Joko Widodo. Isso significa que não há mais impedimentos legais para executá-lo. 

Folha.UOL

Comentários