segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Oferecer a outra face




Oferecer o outro lado da face "agredida" para (o/a outro/a) bater novamente, não significa ser cúmplice da maldade humana. Em algum momento precisamos "reagir", não utilizando as mesmas "armas", mas demonstrando que sentimentos e "vergonha na cara" ainda existe.

"Ver, ouvir e se calar". Esta frase certamente conhecida de muitos de nós, eu ouvi muitas e muitas vezes de meu avô materno durante os dez anos de minha vida, quando morei em sua casa, por haver perdido meu pai, quando fiz 11 anos.

Mas... será mesmo que devemos ver, ouvir e silenciar? Talvez se fosse atualmente, meu avô (de saudosa memória) repensasse sua maneira de pensar frente à vida.
Abaixo, eis um texto que ilustra bem o que significa isso:

O DESAFIO DE DAR "A OUTRA FACE"

“Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra” (Mateus 5:39).
Poucas Palavras de Jesus são tão mal interpretadas e desafiadoras quanto estas: “a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra”. Oferecer a outra face não quer dizer literalmente virar o rosto para o agressor voltar a bater, antes trata-se de não “pagar com a mesma moeda”, ou seja, se somos tratados de maneira agressiva ou de forma desagradável, devemos mostrar a face oposta. Dar a outra face é a virtude dos fortes. Dar a outra face é reagir com uma ação positiva diante de uma negativa. Dar a outra face é falar de amor num contexto de ódio. Dar a outra face é a capacidade de controlar-se e reagir motivado pelo amor e perdão.

No livro O Vendedor de Sonhos de Augusto Cury lança luz sobre o que significa dar a outra face quando diz: “Dar a outra face é um símbolo de maturidade e força interior. Não se refere à face física, mas à psíquica. Dar a outra face é procurar fazer o bem para quem nos decepciona, é ter elegância para elogiar quem nos difama, altruísmo para ser gentil com quem nos aborrece. É sair silenciosamente e sem estardalhaço da linha de fogo dos que nos agridem”.

Jesus diz: “não resistais ao perverso”. A melhor maneira de resistir ao perverso é dando-lhe a outra face, isto é, agindo de maneira oposta. Algumas pessoas resistem ao perverso se vingando. Àqueles que amam ao Senhor e têm domínio próprio oferecem a outra face. Os fracos se vingam, os fortes oferecem a outra face.
Pagar com a mesma moeda é fácil. "Bateu, levou" é a lei que rege este mundo. No entanto, oferecer a outra face é a maneira mais contundente de dizermos que somos diferentes de nossos agressores e parecidos com Cristo.
Em Cristo,
Manoel Neto


Que o Senhor nos ajude a compreender "certas" coisas e que Ele possa perdoar a todos nós, se assim fizermos por onde "merecer" ainda que não mereçamos, dada a dureza de coração e às inúmeras outras fragilidades humanas.

Perdão, mas, eu precisava falar isso, quase um desabafo.
Desejo-lhes uma semana abençoada, repleta de paz, luz e amor nos corações!!
Boa noite!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays