quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Luciano Agra morre aos 62 anos após complicações no quadro de AVC hemorrágico

Prefeito Luciano Cartaxo no velório


Agra era formado em Arquitetura pela UFPE com mestrado em Engenharia Urbana na UFPB; assumiu a Prefeitura de João Pessoa após a renúncia de Ricardo Coutinho para disputar o Governo do Estado


O ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, faleceu na noite desta quarta-feira (10), às 22h15, no Hospital Memorial São Francisco, na Capital, após complicações no quadro de acidente vascular cerebral (AVC) sofrido há uma semana. A informação foi confirmada pelo cardiologista e diretor da instituição de saúde, o médico Ítalo Kumamoto. Por volta da meia noite, um dos familiares deixou o hospital carregando o chapéu Panamá, um dos símbolos da imagem do ex-prefeito.
O velório está previsto para ter início às 10h desta quinta-feira (11), na Estação das Artes, anexo da Estação Cabo Branco, no bairro do Altiplano. O cortejo sairá às 15h, rumo ao cemitério Parque das Acácias, onde o ex-prefeito será sepultado. 
Na última quarta-feira (3), ele havia dado entrada às pressas na unidade, onde passou por cirurgia. Com o passar dos dias, o quadro clínico foi evoluindo de maneira estável. Os médicos chegaram a reduzir a sedação. O estado de saúde voltou a piorar nesta quarta e se mostrou irreversível.  
Luciano Agra era formado em Arquitetura pela UFPE, com mestrado em Engenharia Urbana na UFPB. Dentre os cargos que já ocupou, destacam-se os de diretor técnico da Companhia de Pró-Desenvolvimento de Campina Grande, de secretário executivo da Comissão Estadual de Gerenciamento Costeiro e de coordenador da Câmara Especializada de Arquitetura do CREA/PB. Agra atuou também como arquiteto nas prefeituras de João Pessoa,  Campina Grande, e no Governo da Paraíba. Foi secretário municipal de Planejamento durante o primeiro mandato de Ricardo Coutinho como prefeito de João Pessoa.

Então filiado ao PSB, concorreu como candidato a vice-prefeito de João Pessoa na chapa encabeçada por Ricardo Coutinho (que disputava a reeleição) nas eleições municipais de 2008. A dupla saiu-se vitoriosa em primeiro turno junto, com cerca de 74% dos votos válidos.

Por conta da renúncia de Ricardo Coutinho para disputar o Governo do Estado, Agra foi empossado como prefeito da capital paraibana em 31 de março de 2010.

Em 2012, com a gestão de Luciano Agra chegou à marca 70% de aprovação. Contudo, as pesquisas indicavam que ele obteria apenas 17% das intenções de voto. Por várias vezes demonstrou desejo de voltar a ser candidato, mesmo com o PSB já tendo como pré-candidata a ex-secretária de Planejamento Estelizabel Bezerra. Os dois disputaram as prévias do partido e Estela venceu com 69% dos votos dos filiados presentes à convenção. Mais tarde, em carta aberta, Agra anunciou apoio ao pré-candidato do PT, Luciano Cartaxo. 

Luciano Agra deixou o PSB juntamente com o vice-prefeito Nonato Bandeira, que foi para o PPS. Agra filiou-se ao recém-criado Partido Ecologico Nacional (PEN).  Em 2014, participou novamente do processo eleitoral concorrendo como primeiro suplente do candidato a senador Wilson Santiago (PTB), que ficou em terceiro lugar na disputa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays