terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Despertar para agradecer, viver na alegria (Reeditado)

Os primeiros feixes de luz do alvorecer ainda dormitam por trás das persianas do horizonte, mas, meus pensamentos inquietos me chamam para os compromissos deste dia. Quero agradecer a Deus, pelo dom da vida e da saúde. À essa altura (da vida) não tenho do que reclamar. Felizmente, isso é um privilégio! Não me esquivo de servir alguém sempre que é possível. Consigo me transportar para o lugar de quem, necessitando, não tem, não sabe, não "enxerga" sozinho/a. Nem todos compreendem essa minha maneira de ser, mas a mim isso não "atinge", não tem importância. Tento fazer aos outros aquilo que gostaria que fizessem a mim, embora, nem tudo seja 100%, sei que consigo, na maioria das vezes. Sei que sou apenas uma andorinha, mesmo assim, quero fazer diferente, talvez o que os outros fazem iguais.

No entanto, como disse o filósofo: "Nascemos sem querer e deixamos este mundo sem saber de onde viemos nem para onde vamos", também não sabemos se estamos agindo ou fazendo a coisa certa.
Às vezes, não sei se erro ou acerto mais. Nem sei se sou criatura "certa" ou simplesmente uma certa criatura.

Desejo-lhe  as mais profícuas bênçãos desse dia!!! 
E... "boa viagem" para mim rs.
Grata, muito grata por você está aqui!!
Beijos!!!
Bom dia!!!!!


Um comentário:

  1. Cara amiga! Dou-lhe os parabéns pela linda expressiva prosa poética, fizeste bem em reeditá-la, pois é magnífica!

    ResponderExcluir

Eles estão caçando gays