terça-feira, 14 de outubro de 2014

Presidenciáveis fazem 1º debate do segundo turno


A presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB) encontram-se nesta terça-feira (14) à noite no estúdio da TV Bandeirantes, em São Paulo, para o primeiro debate do segundo turno da eleição presidencial.

Marcado para começar às 22h15, o evento será transmitido ao vivo pela emissora. A Folha começa sua transmissão a partir das 21h no site, com liveblog que terá notícias dos bastidores do programa. Depois, durante o debate, os colunistas Clóvis Rossi e Eliane Cantanhêde entram da cobertura.

O debate será dividido em cinco blocos. Os quatro primeiros serão de confronto direto entre os participantes. No último, cada um faz suas considerações finais.
A mediação será feita pelo jornalista Ricardo Boechat. Não haverá espaço para perguntas de jornalistas.

Além deste, estão programados outros três debates entre Dilma e Aécio até o dia da votação. Nenhum com perguntas feitas por jornalistas.

Na quinta (16), o encontro será no estúdio do SBT, num evento que conta ainda com o UOL e a rádio Jovem Pan entre os organizadores. No domingo (19) será a vez do debate da TV Record. E na antevéspera do pleito, dia 24, o debate da TV Globo.

Folha era uma das responsáveis pela organização do debate com o SBT, UOL e Jovem Pan. Mas resolveu sair após a campanha de Dilma anunciar que não aceitaria a presença de jornalistas fazendo perguntas aos candidatos.
Marlene Bergamo/Folhapress
Debate entre os candidatos a Presidencia da Republica. Dilma Rousseff (PT) e Aecio Neves (PSDB)
Debate entre os candidatos a Presidencia da Republica. Dilma Rousseff (PT) e Aecio Neves (PSDB)
Inicialmente, a campanha de Aécio também não queria. No dia 8, o tucano recuou e afirmou que aceitaria um bloco com questões de jornalistas. A mudança foi informada ao comando da campanha de Dilma, que prometeu reanalisar. A resposta final, no dia 10, foi negativa

O presidente do PT, Rui Falcão, explicou a posição do partido: "O debate no segundo turno deve ser entre os candidatos, um contra o outro; se for para fazer perguntas de jornalistas, é melhor fazer uma entrevista, como a presidente tem feito".

O portal UOL, empresa do Grupo Folha, continua participando e deve fazer a transmissão pela internet.
Nas eleições de 2010 e de 2006, pelo menos um debate do segundo turno teve a participação de jornalistas.

Em 2002, a disputa teve só um debate no segundo turno, o da Globo, sem participação de jornalista.
Em 1994 e 1998, o tucano Fernando Henrique Cardoso foi eleito e reeleito sem segundo turno. Nas duas ocasiões, porém, não houve sequer debate. Ele não aceitou participar de nenhum evento no primeiro turno.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1531981-presidenciaveis-fazem-1-debate-do-segundo-turno.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays