sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Bienal do Livro de SP começa nesta sexta com Fernanda Montenegro


Esse Evento é o máximo!!!!!!!!

AparecidaRamos







Com a ideia de ser “mais que uma feira de livros” e convidados que vão de rappers a chefs de cozinha, a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa nesta sexta-feira (22), no pavilhão de exposições Anhembi, na Zona Norte da cidade, e vai até o domingo (31). O tema é “Diversão, cultura e interatividade: Tudo junto e misturado” e o evento propõe o que a organização chama de “experiência multicultural”. A meta é receber um público de 700 mil pessoas – a capacidade máxima por dia é de 100 mil.
Para atrair toda essa gente, foram convocados best-sellers nacionais e estrangeiros, que vão da literatura erótica à autoajuda, passando por autores de sagas infanto-juvenis. A curadoria os compara a “celebridades”. As sessões de autógrafos seriam “como shows”. Mas a programação também recorre a shows, peças de teatro e filmes. Na abertura, a atriz Fernanda Montenegro vai ler trechos de sermões do padre Antônio Vieira (1608-1697).
Os ingressos custam R$ 12, de segunda a quinta-feira; e R$ 14, de sexta-feira a domingo. Ônibus de graça faz o trajeto ida e volta entre o terminal Tietê e o Anhembi. Aos sábados e domingos, o serviço vale para o terminal Barra Funda.
Os organizadores destacam que, entre música, peças, cinema, dança, gastronomia e até literatura, a Bienal tem 1.500 horas das chamadas “atividades culturais”. Na edição de 2012, foram 1.250 horas. Desta vez, há 186 escritores brasileiros convidados e outros 22 internacionais.
Por que vou à Bienal comprar um livro se eu posso comprar na esquina? Porque na Bienal vou comprar um livro, conhecer um autor, participar da  programação interessante. É a possibilidade de conectar vários programas em um só"
De acordo com a Câmara Brasileira do Livro (CBL), que realiza o evento, o investimento total foi de R$ 34 milhões, sendo R$ 4,8 milhões captados via Lei Rouanet. São 350 expositores, que representam 750 selos. Pela primeira vez, os visitantes vão poder usar o vale-cultura, tanto para adquirir os ingressos quanto para comprar livros.
"A gente não pode negar que esse lado comercial sempre existiu, isso não é crime, não é feio nem deixa de ser elegante", afirmou a presidente da CBL, Karina Pansa, em entrevista coletiva. "Mas hoje temos a possibilidade de comprar livros pela internet. Por que vou à Bienal comprar um livro se eu posso comprar na esquina? Porque na Bienal vou comprar um livro, conhecer um autor, participar de uma programação interessante. É a possibilidade de conseguir conectar vários programas em um só."
A Bienal do Livro de 2014 se divide em oito grandes espaços. A CBL é responsável pela curadoria de três deles: Arena Cultural, Escola do Livro e Cozinhando com Palavras. O Sesc SP se encarregou dos outros cinco: Salão de Ideias, Espaço Imaginário, Anfiteatro, BiblioSesc e estande Edições SESC.
O superintendente de comunicação social do Sesc, Ivan Giannini, afirmou que a escalação oferece “uma simbiose entre aquilo que o mercado anseia ler e um pouco daquilo que os curadores e os organizadores gostariam que o público lesse”. "Certamente, os nomes que mais aparecem na mídia são esses que vendem. A programação procurou equilibrar entretenimento e um pouco daquilo que envolve criatividade, descoberta de linguagens."
23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Quando: de 22 a 31 de Agosto de 2012

Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana)

Horário de visitação: de segunda a sexta-feira das 9 às 22h (com entrada até as 21h); sábados e domingos, das  das 10h às 22h (com entrada até as 21h)
Ingressos: R$ 12 (segunda, terça, quarta e quinta) R$ 14 (sexta, sábado e domingo)
https://www.google.com.br/search?q=São+Paulo+bienal+internacional+dolivro2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays