segunda-feira, 30 de junho de 2014

Paquistanesa e marido são decapitados pela família após casarem sem consentimento


(Fatos terríveis, desumanos, inconcebíveis, detestáveis!!!!!)


Uma mulher de 17 anos de idade e seu marido foram decapitados por sua família por se casarem sem o consentimento dos parentes, informou a polícia que descreveu a ação como um crime de honra. Muafia Bibi e seu marido Sajjad Ahmed, de 30, foram mortos na aldeia de Satrah na sexta-feira à noite, supostamente por seus pais, dois tios e seu avô, disse o policial Asghar Ali.

Leia também

O oficial afirmou que o casal foi morto a golpes com uma faca de açougueiro e que todos os cinco suspeitos foram detidos. Os dois se casaram em 19 de junho e voltaram à aldeia porque a família disse que havia aprovado o casamento. Esse era o terceiro casamento de Ahmed, após ele se divorciar da primeira mulher e a segunda o deixar.

Em Punjab, um homem queimou uma jovem viva depois que a família dela recusou a sua proposta. Fayaz Aslam, de 26 anos, encharcou Sidra Shaukat na gasolina antes de acender o fogo em um campo, informou o policial do distrito Saeed Akhtar. A jovem foi levada para o hospital onde morreu durante a noite e o homem foi preso por assassinato.
Casar sem o consentimento da família é um tabu entre os muçulmanos conservadores no Paquistão, onde centenas de pessoas são mortas a cada ano por seus próprios parentes por supostas indiscrições sexuais, que são acreditados para trazer vergonha para a família. As vítimas são geralmente mulheres, mas em alguns casos, os casais são mortos.


https://br.noticias.yahoo.com/paquistanesa-marido-são-decapitados


Um comentário:

  1. Amiga Aparecida, apesar da evolução tecnológica ter atingido um patamar nunca dantes imaginado o mesmo não ocorreu no campo moral, haja vista os atos bárbaros que ocorrem todo o dia em algum lugar deste mundo.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir

Eles estão caçando gays