quarta-feira, 6 de maio de 2015

Tudo do mesmo jeito



Posso não ser compreendida, não receber 'recompensa' em palavras ou 'gestos', e pior, pode ser que minha 'acolhida' ou recepção não agrade. Mais importante é a forma como faço, como ajo, com boa vontade e toda 'eficiência' que estiver ao meu alcance.
Apesar dos pesares... prefiro ignorar determinados 'fatos', e faço exatamente como fiz na primeira vez! Se mudar, tento ser para melhor.
Não se trata de nenhuma 'representação', mas de minha personalidade mesmo.
Cai bem aquele ditado: "Cada um dar o que tem" ou "Ninguém é 'obrigado' a dar o que não tem".

*******************

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays