segunda-feira, 11 de maio de 2015

Sonhos... reinventando os momentos





O sonho pelo qual eu luto exige que eu invente em mim a coragem de lutar, ao lado da coragem de amar.



E nessa "invenção" eu continuo reinventando a tolerância, a coragem de ouvir certas coisas que não condizem comigo, que nem são para mim, embora "sejam". Reinvento um novo jeito de olhar, de caminhar, de escutar. Ai de mim se ainda ouvisse com os mesmos "ouvidos", enxergasse com os mesmos olhos e sentisse com o mesmo "coração"! O coração é lógico que é o mesmo, mas bate diferente não só por causa da idade, mas pelo aprendizado e maturidade. Hoje... escuto, vejo, compreendo, perdoo e sobretudo amo diferente!

Boa noite, amores!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays