sexta-feira, 15 de maio de 2015

O malicioso plano da Shell‏


O governo dos EUA acabou de conceder à Shell o direito de perfurar o Ártico em busca de petróleo, colocando nosso clima e a vida marinha em grave risco. Mas um homem tem o poder de tirar a Shell do páreo: o prefeito de Seattle, Ed Murray, favorável à defesa do meio ambiente. Assine para pressionar o prefeito de Seattle a tomar a decisão certa para nosso planeta: 

ASSINE A PETIÇÃO





Caros amigos,

Os Estados Unidos acabaram deconceder à Shell o direito de perfurar o Ártico em busca de petróleo, colocando nosso clima e a vida marinha em grave risco. Mas ainda há como impedir isso! 

Antes da Shell chegar ao Ártico, seu navio monstruoso precisa aportar em Seattle. E um homem tem o poder de tirar a Shell do páreo: o prefeito de Seattle, Ed Murray, favorável à defesa do meio ambiente. Ele já disse que a petroleira não têm permissão para reparar equipamentos em Seattle, mas ela basicamente disse que está a caminho, quer a cidade goste ou não. 

Agora cabe ao prefeito decidir se baixa a guarda ou vai com tudo em defesa do Ártico. Sabemos que ele está do nosso lado, mas é preciso muita coragem para enfrentar uma das empresas mais poderosas da história. Vamos mostrar ao prefeito que o mundo inteiro está do lado dele e da população de Seattle para fazer o que for preciso para dizer:Petróleo no Ártico? Nem a pau! Assine agora


Especialistas têm certeza de que perfurar o Ártico é extremamente perigoso e compromete demais o nosso clima frágil. A estação mais próxima da Guarda Costeira fica a mais de mil quilômetros de distância. Se algo der errado, uma possibilidade real segundo o planejamento da própria Shell, não haverá nada o que se possa fazer e ninguém para ajudar. 

Mais incrível ainda é se dar conta que estão considerando liberar uma nova forma de petróleo que os cientistas dizem ser 100% incompatível com a manutenção do clima atual conhecido pela humanidade desde sempre. Os lucros da Shell ou o equilíbrio do nosso clima? É uma decisão fácil de tomar

A luta em Seattle está começando a esquentar. Na semana passada, após o aumento da pressão da parte de organizadores locais, o prefeito Ed Murray disse à Shell que a licença que a empresa tem não cobre todas as atividades planejadas. Mas navios da Shell partiram para Seattle ainda assim, em um caso de violação flagrante do processo democrático. 

O prefeito Ed Murray sempre defendeu o meio ambiente, mas agora ele tem uma oportunidade única de defender todas as pessoas do planeta, colocando seus advogados e policiais entre a plataforma de petróleo da Shell e o vasto e frágil Ártico. Nosso destino depende da atitude que ele tomar: vamos dar o apoio que ele merece para tomar a decisão certa. Clique abaixo para assinar agora: 


A questão vai muito além da proteção de ursos polares e outras magníficas espécies que habitam o Ártico. Trata-se de traçar os limites contra a exploração de petróleo em um dos últimos lugares intocados da Terra, e trazer toda a nossa esperança e determinação para apoiar o único homem que pode deter a Shell neste momento. Vamos mostrar a todos os poluidores que lutaremos juntos por energia 100% limpa. 

Com esperança, 

David, Mais, Nataliya, Iain, Alice, Fatima e toda a equipe da Avaaz 

Fontes: 

EUA aprova plano da Shell para explorar petróleo no Ártico (Exame)

Shell recebe luz verde para a prospeção no Ártico (Euronews)

EUA aprovam com condições plano da Shell para explorar petróleo e gás no Ártico (Isto É Dinheiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays