sexta-feira, 15 de maio de 2015

Girassol/ZENIT


 
"Creio no sol, mesmo que ele não brilhe.
Creio no amor, mesmo que não o sinta.
Creio em DEUS, mesmo que não o veja."
O girassol tem a capacidade de voltar-se para o sol mesmo que o dia esteja nublado.
Uma mãe tem a capacidade de amar um filho mesmo que ele faça tudo por
desmerecer a oferta.
Acreditar e sentir, verbos que se relacionam. O objeto não precisa se visto ou tocado. Pois há uma força que atua sobre nós e que não é física. É a força criadora, é a força do amor.
João evangelista, inspirado, afirma que o amor é Deus em sua essência.
Meus sentidos não o captam, porém, podemos tocá-lo com outros olhos, os olhos da fé. Pois todo aquele que espera, espera pela fé.
A forma mais completa de enxergar ou sentir a Deus, autor da Esperança,
é através da capacidade de amar.
Semelhante ao girassol, que procura o sol atrás da nuvem, precisamos voltar nossos olhos ao Deus, o sol da nossa vida!
James Assaf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays