Doces lembranças

Meu olhar se encanta com o horizonte
E meu coração se emociona na beleza
desenhada pelas nuvens com destreza
No véu azul iluminado sobre o monte



O branco prateado desenha as formas
Que a alma projeta no pulsar do coração
Quadros que nos deixam cheios de emoção
E fazem o pensamento correr como corças




Visões que marcam a imaginação de criança
Trazem lembranças da época de encantamento
Onde, na sinfonia do amor, a alma pula e dança




Hoje o céu está esculpido como na minha infância
Eram imaginação e sonhos que embalavam a alma
O amor dizia que a vida e sonhos tinham importância
Silvanio Alves
(poeta/escritor recantista)
Visitem a página do autor no link abaixo:

http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/5240382
Obrigada, querido amigo!

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Silvanio Alves). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários