segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Saúde brasileira pede socorro, não?

Nós brasileiros estamos cansados de saber que a "Saúde" real não é aquela veiculada nas publicidades dos governos. E esse fato (da postagem acima) não é ou não se trata de um caso isolado. Diariamente assistimos inúmeros casos de perdas humanas ou de pessoas que passam a conviver com graves limitações causadas por "supostos" erros médico.
Até quando os impostos que pagamos "pro" governo, vão ser utilizados para pagar salários e gratificações a profissionais que não tem amor pelo que faz e consequentemente não respeitam o bem maior - a vida de seus semelhantes?
Há poucos dias estive em uma instituição de saúde pública e constatei com "certa" tristeza a existência de pacientes que aguardam na fila por uma vaga desde o primeiro trimestre deste ano. O mais grave nessa situação é que esses pacientes, a maioria "são" crianças portadoras de necessidades especiais. Saí de lá pensativa e comovida com tamanho absurdo. Como mãe e avó, me coloquei no lugar dessas mães... O que (elas) irão fazer para que suas crianças "especiais" tenham respeitado o direito de serem atendidas por fonoaudiólogos, psicólogos etc, em tempo hábil?
Aparecida Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays