sábado, 8 de novembro de 2014

Enem 2014: Candidatos acham a prova cansativa e difícil no RJ

Eliana Miranda, 17, foi uma das primeiras candidatas a sair do primeiro dia do Enem na Uerj



Eliana Miranda, 17, foi uma das primeiras candidatas 
a sair do primeiro dia do Enem na Uerj

A expressão no rosto de Diego Henrique, 20, foi de frustração ao perceber que deixara o local de prova do Enem 2014 (Exame Nacional do Ensino Médio), na Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), na zona norte da capital fluminense, pouco antes do prazo mínimo, por volta de 14h50. "Não acredito que fiz isso. Dois meninos da minha sala saíram antes de mim. Eu entreguei a prova e fui embora também", declarou o candidato, que estava sem relógio e disse não ter sido informado pelos fiscais que estava saindo antes do período permitido. Diego, que pretende estudar direito, disse que achou a prova fácil. 
A contadora Bárbara Bastos, 31, que havia feito a primeira edição do Enem, voltou a prestar a prova hoje. "De lá para cá, a prova mudou muito. As questões têm mais a ver com o cotidiano, dialogam mais com o dia a dia", declarou a candidata, que agora pretende conseguir uma bolsa para estudar administração.  "Acho que consigo aproveitar umas disciplinas da minha primeira graduação e me formar em dois anos", explicou Bárbara. Ela considerou os enunciados das questões de química e biologia muito longos.
A professora Adriana Burguêz, 40, foi outra que prestou o exame com a intenção de cursar uma segunda faculdade. Formada em pedagogia, agora ela quer começar uma licenciatura. "Achei a prova muito difícil. Saí com muita dor de cabeça. Na minha sala, teve uma menina que não aguentou o cansaço e dormiu", afirmou. Para a candidata, que disse ter estudado "um pouco", as questões de história foram as mais complicadas.
Assim como Adriana, Davi Lopes, 19, declarou ter tido mais dificuldade na parte de história. "Não me preparei muito e achei a prova muito difícil", afirmou o jovem, que ainda não sabe que carreira pretende seguir e fez o Enem a pedido da mãe. "Vou me preparar para a carreira militar. Se eu passar, vejo o que vou fazer. Vim porque minha mãe pediu", disse Davi ao deixar a Uerj pouco depois das 15h.
Ainda cursando o terceiro ano do ensino médio, Eliana Miranda, 17, não achou a prova muito difícil. "Não estudei, então, para mim, estava mais ou menos [difícil]", declarou. Na avaliação dela, as questões mais complicadas foram as de química e física. Se obtiver pontuação suficiente, ela pretende cursar medicina veterinária. Outra possibilidade avaliada pela candidata é design. "Já fiz um curso de design, então essa também pode ser uma opção", afirmou.
Ampliar

Enem 2014: veja fotos do exame pelo Brasil132 fotos

99 / 132
8.nov.2014 - João Vitor Franzone (de verde), 18, foi um dos primeiros candidatos a deixar o prédio da Uninove da Barra Funda, em São Paulo. Ele é cadeirante e pretende fazer um curso de Rádio e TV por meio do Prouni (Programa Universidade para Todos)Leia mais Junior Lago/UOL
http://educacao.uol.com.br/noticias/2014/11/08/enem-2014-candidatos-acham-a-prova-cansativa-e-dificil-no-rj.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays