quinta-feira, 17 de abril de 2014

Adolescente argentina é resgatada após passar 9 anos fechada em uma garagem


Buenos Aires, 16 abr (EFE).- Uma jovem de 15 anos foi resgatada nesta quarta-feira em Buenos Aires após passar nove anos fechada em uma garagem, alimentada apenas com levedura de cerveja, pão e água, com sinais de violência física e com um cachorro e um macaco como única companhia, informaram fontes policiais.

A jovem pesava apenas 20 quilos e sofria um atraso mental devido à falta de comida e de educação, motivo pelo qual foi transferida a um hospital da capital argentina, enquanto seus tutores foram postos em prisão preventiva pela juíza do caso, María Gabriela Lanz.

A juíza acusou os tutores de "redução à escravidão e à servidão, privação ilegal da liberdade e lesões graves", uma vez que a menor apresentava sinais de ter sido golpeada com um cinto, o que os investigadores acreditam que ocorria se tentava "comer as sobras" da comida dos animais.
Segundo os responsáveis da investigação, o casal tomou a menor em condição de "guarda provisória" em 2001, depois que um juizado considerou que os pais biológicos da menina não estavam em condições de sustentá-la, uma vez que tinham outros sete filhos e se encontravam em uma situação econômica precária.
No entanto, ambas famílias perderam contato em 2005 e ninguém se interessou pela jovem até que uma de suas irmãs, que completou recentemente a maioridade, alertou à Justiça após descobrir a situação na qual se encontrava a menina.
A menor disse aos policiais que só tinha podido deixar a garagem duas vezes nos nove anos que passou sem contato com o exterior.
Os dois detidos pertencem ao culto de "San La Muerte", devoção tradicional latino-americana de raízes guaranis frequente no México, Paraguai e Argentina. 
EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eles estão caçando gays